Unesp volta atrás em expulsão e suspende alunos que invadiram prédio

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em maio de 2014, os alunos ocuparam o prédio da diretoria para pedir melhoras no sistema de moradia estudantil

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) decidiu voltar atrás na decisão de expulsar os 17 alunos que invadiram a diretoria da Faculdade de Ciências e Letras do campus de Araraquara em maio de 2014. Em vez disso, os estudantes serão suspensos. 

A decisão foi tomada pelo Conselho Universitário nesta quinta-feira (7). Alunos da universidade protestavam em frente ao prédio da reitoria, em São Paulo, durante a reunião do Conselho.  

UNESP
Divulgação
UNESP

A punição anterior será substituída por uma suspensão de 180 dias. A decisão de desligar os 17 universitários foi anunciada em 2 de fevereiro, mas suspensa 11 dias depois para análise de recurso.

Protesto 

Em maio de 2014, os alunos ocuparam salas do prédio da diretoria com a reivindicação de melhorar o sistema de moradia estudantil da universidade. A Unesp chegou a acionar a Justiça para retirar os manifestantes do local. 

De acordo com a reitoria, a sindicância que apurou o episódio confirmou a "invasão e a ocupação das salas da diretoria, vice-diretoria, sala de reunião e copa do prédio". 

Leia tudo sobre: unesp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas