Sem acordo, professores de SP em greve tentam invadir Secretaria da Educação

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Reunião marcada para negociar reajuste salarial não teve proposta da Secretaria de Educação, segundo sindicato

Cerca de 500 professores em greve acompanharam em frente à Secretaria de Educação de São Paulo a reunião entre o governo e a Apeoesp (sindicato) na manhã desta quinta-feira (23) na praça da República.

Veja o momento em que professores tentaram invadir a Secretaria da Educação:

A reunião durou cerca de duas horas e terminou sem proposta de reajuste salarial para  os professores, segundo o sindicato. Após o resultado, os professores que protestavam decidiram fazer uma passeata. Alguns manifestantes, no entanto, tentaram invadir o prédio da Secretaria e foram contidos pelos vigias, segundo a Polícia Militar.

Leia mais: "Professores sofrem descaso de todos os lados", diz docente em greve em SP

Professores em greve acampam na Assembleia Legislativa de São Paulo

A categoria pede reajuste de 75% para o salário dos professores, que hoje parte de R$ 2.145 para 40 horas semanais, entre outras pautas. 

Os professores saíram em passeata em direção à praça da Sé. 

Parados desde 13 de março, os professores farão uma nova assembleia nesta sexta-feira (24) para decidir pela continuidade ou pelo fim da greve. 

Em nota, a Secretaria da Educação do Estado repudiou a depredação e a tentativa de invasão à sede da Pasta ocorrida no início da tarde.

A secretaria afirmou que foram apresentadas três propostas às lideranças da Apeoesp: política salarial pelos próximos quatro anos com data base em 1º de julho; envio de lei à Assembleia Legislativa que inclui os professores temporários na rede de atendimento do Iamspe (Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual) e reduz a exigência de 200 dias de intervalo a partir do terceiro contrato destes docentes (duzentena).

Na manhã desta quinta-feira, o índice de comparecimento nas escolas estaduais chegou a 96%, de acordo com a Pasta. 

Professores da rede estadual de São Paulo em greve protestam em frente à Secretaria de Educação. Foto: Acervo pessoalAos gritos de "o professor chegou", categoria toma frente do Palácio dos Bandeiranets. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)PM diz que 5 mil manifestantes acompanham o ato; sindicato diz que são 40 mil. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Deputado Ivan Valente (Psol) participa da assembleia dos professores. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Ademilson Teles Almeida, 53, professor de Taboao da Serra. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)


Leia tudo sobre: professoigspgreve de professores

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas