Professores em greve acampam na Assembleia Legislativa de São Paulo

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Em greve desde o dia 13 de março, categoria fala em adesão de 64%; já o governo diz que 9% dos professores aderiram

Professores dormiram na assembleia
Marcio Barbio/Apeoesp (16.04.15)

Cerca de 300 professores da rede estadual de ensino, em greve desde o dia 13 de março, passaram a madrugada desta quinta-feira (16) acampados nas dependências da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), na região do Ibirapuera, na zona sul de São Paulo.

Eles reivindicam aumentos salariais de 75%, que visa equiparar o piso salarial dos professores com o de outras categorias com formação superior. Atualmente, o piso dos professores é de R$ 2,415,89.

De acordo com Márcio Barbio, diretor da Apeoesp, sindicato que representa a categoria, a ocupação do local foi votado em assembleia realizada na semana passada pelos professores. 

Leia também: Em greve há um mês, professores protestam em visita de Alckmin à obras do Metrô

Em SP, professores usam WhatsApp para convocar alunos a participarem de greve

"A ocupação foi uma medida de força tomada pela categoria e faz parte das atividades da greve. O acampamento foi votado na semana passada e tem objetivo pressionar o governo a negociar com a categoria", afirmou Barbio. Os professores votam na tarde de hoje se vão permanecer acampados na Alesp.

Professores participam de audiência pública com os deputados
Alesp (15.04.15)
Professores participam de audiência pública com os deputados

Os professores estão na assembleia desde a tarde desta quarta-feira (15), quando participaram de uma audiência publica com os deputados. A audiência foi promovida pelo deputado João Paulo Rillo (PT), que ressaltou que o Legislativo não pode se omitir diante da greve da categoria e deve atuar para abrir canal de negociações com o governador.

Barbio, do sindicato, disse ainda que os deputados se comprometeram a intermediar uma reunião entre os grevistas e o governo. A próxima reunião entre representantes do sindicato e do governo está agendada para o próximo dia 23. Nesta sexta-feira (17), os professores vão realizar uma assembleia no vão livre do Masp para deliberar sobre o futuro da greve.

Outro lado

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo informou, por meio de nota, que continua disposta a negociar com o sindicato e "lamenta a insistência da entidade em uma greve partidária, desnecessária e com baixa adesão".

Segundo calculos do governo, 91% dos professores não aderiram à greve. De acordo com os últimos calculos do sindicato, 64% dos professores do Estado estão em greve. 

A pasta informou ainda que deu 45% de aumento para os professores nos últimos quatro anos, "sendo 21% de aumento real", informa nota. "Além disso, o Governo de São Paulo decidiu pagar neste ano R$ 1 bilhão em bônus por merecimento, o maior da história", completa.

Veja fotos do ato realizado pelos professores na última sexta-feira (10)

Aos gritos de "o professor chegou", categoria toma frente do Palácio dos Bandeiranets. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)PM diz que 5 mil manifestantes acompanham o ato; sindicato diz que são 40 mil. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Deputado Ivan Valente (Psol) participa da assembleia dos professores. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Ademilson Teles Almeida, 53, professor de Taboao da Serra. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)Em greve, professores da rede estadual fazem ato em frente ao Palácio dos Bandeirantes. Foto: Milena Carvalho/iG São Paulo (10.04.15)


Leia tudo sobre: greve dos professores estaduaisapeoespIGSP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas