Muçulmana denuncia constrangimento durante exame da OAB por usar véu

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Candidata reclama que não havia proibição no edital. Segundo OAB, próximos editais devem levar em consideração o caso

Muçulmana denuncia ter sofrido constrangimento durante prova do XVI Exame de Ordem da OAB por usar véu islâmico durante a primeira fase no último domingo (15). 

Charlyane Souza teve problemas para fazer a primeira fase do XVI Exame da OAB por usar o véu islâmico
Reprodução/Facebook

Estudante do 9° semestre de Direito, Charlyane Souza é brasileira e seguidora do Islamismo. No domingo, ela conta ter sido interrompida por duas vezes e ter perdido cerca de uma hora da prova, que durava cinco horas, por causa de sua vestimenta, apesar de ter sido revistada pela coordenação antes do início da prova. 

O edital do exame previa a proibição do uso de objetos de chapelaria, como bonés e gorros. Ela, que usa o véu como vestimenta, achou que seria revistada para checarem se ela não portava fones de ouvido ou qualquer instrumento proibido, mas não imaginou os contrangimentos que teve de enfrentar durante a prova.

Assista: Repórter do iG se passa por muçulmana e flagra reações.'É carnaval?'

"Após aproximadamente 40 minutos do início da prova, a coordenadora, que na ocasião representava a FGV, foi até a sala e pediu para que eu a acompanhasse até a Coordenação (novamente). E lá, ela disse que de acordo com o edital eu não poderia realizar o exame usando 'objetos de chapelaria'." A estudante argumenta que o véu é parte de sua vestimenta, tendo em vista que o hijab (véu islâmico) é de uso obrigatório para mulheres muçulmanas em locais públicos.

Charlyane conta ainda que a coordenadora pediu a ela algum documento que comprovasse sua fé religiosa e que a aluna deveria ter comunicado previamente por e-mail a necessidade de atendimento especial. A estudante foi liberada para retomar a prova. 

"Nessas alturas eu já havia me descontrolado emocionalmente", diz, que se sentiu alvo de preconceito. 

A estudante conta que foi interrompida uma segunda vez pelo vice-presidente da comissão do Exame de Ordem, que perguntou se ela se sentiria desconfortável em fazer a prova sem véu. Diante da resposta afirmativa, uma sala individual foi providenciada.

Ela voltou a fazer a prova, mas não teve tempo suplementar por conta das interrupções. 

Mudanças no edital

Em nota divulgada pela Coordenação Nacional do Exame de Ordem, a OAB afirma que serão estudados novos procedimentos em relação ao véu para os próximos editais. 

Claudio Pereira de Souza Neto ratificou que a fiscalização" não pode em hipótese alguma sobrepor a liberdade religiosa dos candidatos". O coordenador disse ainda que, em 16 edições de exame unificado, esta foi a primeira vez que algo similar aconteceu.

"Diante do ineditismo do ocorrido, sem precedente similar que tenha chegado à Coordenação Geral do Exame ao longo de suas 16 edições, a OAB estudará novos procedimentos para que constem no edital itens levando em consideração o respeito ao credo. Para que nesses casos específicos de religiões que exijam o uso do véu tenhamos procedimentos fiscalizatórios específicos."

Veja as universidades que mais aprovam no Exame da OAB

1° - Universidade Federal de Viçosa (UFV): alunos tiveram 77% de aprovação no exame da OAB. Foto: Wikimedia Commons/Luiz Eduardos2° Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF): alunos tiveram 76% de aprovação no exame da OAB. Foto: Divulgação/UFJFUSP campus Ribeirão Preto. Foto: Marcos Santos/USP4° Universidade Federal de Pernambuco (UFPE): alunos tiveram 70% de aprovação no exame da OAB. Foto: Flickr/Uaba Costa5° Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG): alunos tiveram 70% de aprovação no exame da OAB. Foto: Divulgação6° Universidade Federal do Ceará (UFC): alunos tiveram 67% de aprovação no exame da OAB. Foto: Davi Pinheiro/UFC 7° Universidade Federal da Paraíba (UFPB): alunos tiveram 65% de aprovação no exame da OAB. Foto: Wikimedia Commons8° Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC): alunos tiveram 64% de aprovação no exame da OAB. Foto: Divulgação/Agência de Comunicação da UFSC9° Universidade Federal do Espírito Santo (UFES): alunos tiveram 63% de aprovação no exame da OAB. Foto: Flickr/Gabriel de Andrade Fernandes10° Universidade Federal do Piauí (UFPI): alunos tiveram 63% de aprovação no exame da OAB. Foto: Divulgação/UFPI


Leia tudo sobre: exame da oabislamismo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas