Organizações oferecem bolsas de estudo de graduação e pós

Fazer um curso de graduação ou pós-graduação no exterior é uma experiência enriquecedora, mas pouco acessível financeiramente – a mensalidade de um curso de graduação em uma universidade média dos Estados Unidos pode chegar a US$ 30 mil por ano. Em Harvard, a anuidade sobe para US$ 43 mil. A boa notícia é que há instituições, nacionais e internacionais, que oferecem bolsas para brasileiros. Confira nove caminhos indicados pela Fundação Estudar:

Fundação Estudar -  A fundação oferece, desde 1991, bolsas de graduação e pós nas melhores universidades do Brasil e do mundo. Ao final de um processo seletivo de 8 etapas, 28 jovens foram escolhidos para integrar o time líderes transformadores da organização. As inscrições para as bolsas de 2015 estão abertas até o dia 31 de março

Fundação Lemann - Esta é outra fundação que, além de bolsa de estudo, também oferece apoio no desenvolvimento da carreira do bolsista. As bolsas de mestrado são para cursos específicos em universidades parceiras , como Yale, Stanford, Harvard e Oxford. As próprias universidades selecionam os bolsistas do programa Lemann Fellowship, que já devem ter sido aprovados pelo processo regular de candidatura.

Capes e CNPq - A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) e o CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) oferecem bolsas de estudo para programas de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado no exterior, além de bolsas para pesquisadores. Há também o programa federal Ciência sem Fronteiras . As áreas prioritárias para a concessão de bolsas estão relacionadas a ciências exatas e biológicas.

Confira 5 sites gratuitos focados no exame de inglês Toefl

Veja na galeria abaixo as melhores cidades do mundo para estudar:


Santander - O Santander Universidades  oferece uma série de bolsas de estudo, principalmente para intercâmbio durante a faculdade. Há quatro programas diferentes que oferecem bolsas para países, em geral, de língua portuguesa ou espanhola. Mas há também bolsas para intercâmbio na China. Os prazos de inscrições variam de acordo com o programa, mas ainda há alguns em aberto.

Fundação Carolina - Criada em 2000, a Fundação Carolina visa promover trocas educacionais entre a Espanha e países Ibero-americanos e outros que tenham laços históricos, culturais ou geográficos com o país. Neste ano, a Fundação abriu vagas para 540 bolsas de estudo na Espanha , incluindo cursos de um mês (de verão), especialização, mestrado e doutorado em diversas áreas.

Fulbright (Estados Unidos) - Conduzido pelo governo norte-americano em parceria com o Ciência sem Fronteiras (CsF), o programa da Fundação Fulbright  oferece bolsas de estudo para alunos de pós-graduação, jovens profissionais e artistas estudarem nos EUA. O prazo para envio das candidaturas varia conforme o curso pretendido.

Orange Tulip Scholarship Brazil (Holanda) - Promovido pelo governo holandês, o programa está com inscrições abertas até abril deste ano. São oferecidas 76 bolsas exclusivamente para brasileiros em 22 instituições de ensino . Os cursos podem ser em diversas áreas do conhecimento, de artes a ciências e negócios, e as bolsas valem para quem está na graduação e na pós graduação (MBA ou mestrado). As bolsas são para cursos ministrados em língua inglesa.

Chevening (Reino Unido) - As bolsas de estudo Chevening  são concedidas desde 1983 pelo governo britânico para alunos de mais de 160 países (incluindo o Brasil) que tenham sido aprovados em universidades do Reino Unido. Em 2014/2015 foram oferecidas mais de 600 bolsas. Em geral, as bolsas são oferecidas a alunos que optam por programas de um ou dois anos (mestrado ou MBA), e não há área específica. O processo de seleção para 2016/2017 começa em agosto.

Erasmus Mundus (Reino Unido) - Há bolsas para graduação sanduíche, pós-graduação (mestrado completo, mestrado sanduíche, doutorado completo, doutorado sanduíche) e pós-doutorado. O programa  também oferece bolsas para servidores que atuem no ramo da educação (funcionários administrativos), interessados em trocar conhecimento e experiências.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.