Professores da rede pública do Paraná suspendem greve após 29 dias

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Escolas estaduais devem reiniciar as aulas com um mês de atraso em relação ao calendário letivo programado para 2015

Em assembleia na manhã desta segunda-feira (9), os professores da rede pública do Paraná decidiram pela suspensão da greve. A categoria estava parada desde 9 de fevereiro, quando deveria ter tido início o calendário letivo das escolas estaduais.

Os professores voltam às salas de aula após negociações entre o governo e o sindicato que garantiram o pagamento do terço de férias em parcela única, a retirada da proposta do governo que pretendia alterar a previdência e a contratação de novos funcionários, entre outras coisas. 

Na última sexta-feira (6), foram nomeados 1.015 pedagogos aprovados em concurso para os Núcleos Regionais de Educação. A nomeação dos novos pedagogos foi um dos compromissos assumidos pelo governo com a APP-Sindicato para garantir o encerramento do movimento grevista. 

Segundo o APP- Sindicato, cerca de 10 mil docentes estiverem na assembleia realizada em Curitiba nesta manhã. A greve deixou 950 mil alunos sem aulas por quase um mês. 

Professores da rede estaudal do Paraná estão em greve desde o dia 7 de fevereiro
Divulgação/APP Sindicato
Professores da rede estaudal do Paraná estão em greve desde o dia 7 de fevereiro



Leia tudo sobre: preducação públicaeducação básica

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas