Estudantes reclamam das longas distâncias até o local de prova e consideram exame cansativo, com textos longos demais

O mineiro Alexandre Barbosa, que contou no último sábado (8) ao iG que tinha chegado às 9h para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) , chegou hoje às 8h45.

"Fiquei assustado com as pessoas que chegaram atrasadas ontem, minutos depois do portão fechar, e perderam a prova", conta.

Alexandre conta que, na prova de sábado, as questões mais difíceis eram as de física e química. "Em física, o Enem esta cobrando questões de grandes vestibulares de São Paulo", diz.

Em história, ele destacou as questões sobre a intervenção militar no Brasil, em 1954. "Já esperava que caísse o assunto por causa do aniversário de 50 anos. O Enem gosta de datas redondas", afirma.

Beatriz Ribeiro, de 18 anos, concorda que a prova de física estava complicada. "Caiu bastante coisa sobre espelhos e muita interpretação de texto."

Ela diz que os textos da prova de sábado estavam mais longos em relação a prova do ano passado. "Espero que a prova de linguagens não tenha textos tão compridos, porque a redação já é bem cansativa."

Para a redação, ela aposta no tema racismo. "Aconteceu bastante coisa esse ano em relação a isso, e é um assunto antigo e recorrente", diz.

Candidatos reclamam de organização

As estudantes Lilian Celestino, de 18 anos, e Adna Santana e Karina Oliveira, ambas de 17 anos, saíram as 9h de casa para conseguir chegar às 11h no local de prova onde farão o segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Mesmo morando no Grajaú, zona sul de São Paulo, as candidatas foram alocadas para o campus da Uninove na Barra Funda, zona oeste da cidade. "Hoje chegamos mais cedo. Ontem o trem estava lotado e demoramos mais", conta Adna.

"Moramos longe. Fizeram essa sacanagem com a gente", diz Lilian.

Elas estão preocupadas com a prova de matemática e a redação, que compõem o exame de hoje. Sobre os temas da dissertação, as três apostam em ditadura, crise hídrica e legalização da maconha.

    Leia tudo sobre: enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.