Natural de Maceió, estudante de 22 anos morava em Fortaleza e era aluno de Engenharia na Universidade Federal do Ceará

Foto registrada pouco antes do acidente com Emanuel (com camisa vermelha nos ombros)
Arquivo pessoal
Foto registrada pouco antes do acidente com Emanuel (com camisa vermelha nos ombros)

O estudante Emanuel Rodrigo Biana Costa Bezerra, bolsista do programa Ciência sem Fronteiras (CsF) nos Estados Unidos (EUA), morreu em um acidente no Estado norte-americano do Arizona na última sexta-feira (19).

O acidente ocorreu durante uma trilha que Bezerra realizava com colegas da universidade - muitos deles brasileiros -, na montanha Camelback, localizada em Phoenix, capital do Arizona.

Segundo a família do jovem, que foi comunicada do falecimento na madrugada desse sábado (20), o acidente foi causado pela desidratação. Especialmente nesta época do ano, o calor na região é intenso.

"Os médicos informaram que ele estava muito desidratado e com um inchaço no cérebro. O que sabemos é que ele subiu a uma certa altura até chegar ao topo. Na descida, ele ficou cansado", diz a corretora de imóveis Ana Maria Biana Bezerra, mãe de Emanuel.

De acordo informações do Corpo de Bombeiros de Phoenix, veiculadas por uma tv local, o acidente ocorreu na tarde da sexta-feira e o falecimento se deu após a queda do jovem. Não se sabe, contudo, se a queda se deu por desmaio decorrente da desidratação ou deslize acidental durante o percuso da trilha.

O jovem, no entanto, ainda foi encontrado vivo pelos colegas. "Foi acionado um helicóptero que o resgatou e depois uma ambulância que o levou a um hospital. Mas ele não resistiu", explica a mãe.

A irmã de Emanuel já partiu para os Estados Unidos para acompanhar os trâmites do translado do corpo. O primo, que atualmente estuda na Califórnia, também já partiu rumo ao Arizona.

Segundo a família, antes do acidente, Emanuel ainda informou que 'não ia aguentar' a trilha
Arquivo pessoal
Segundo a família, antes do acidente, Emanuel ainda informou que 'não ia aguentar' a trilha


Dor

Em choque, a família ainda não acredita no que aconteceu. "Fazia cerca de 40 dias que ele havia chegado aos Estados Unidos para estudar. Ele mal tinha feito aniversário [comemorado no última dia 9 de setembro]", diz a cunhada de Emanuel, Natália Bianchin.

Para o irmão Luiz Fellipe Biana, de 26 anos, "a família toda levou um susto". "Ele era tímido, muito quieto, mas apesar disso, ele se fez muito amado por todos. Ele era muito estudioso, lutou muito por essa viagem", diz o irmão, que é estudante de Engenharia Mecânica.

"Quando recebi a notícia de madrugada, fiquei em estado de choque. A saudade do meu filho é imensa, a dor é insuportável. Era um menino maravilhoso. Muito obediente, muito calmo, calado e tímido. Era um sonho que ele estava realizando de estudar fora", diz a mãe.

Os colegas do estudante também prestaram uma homenagem. Em cartão repassado de forma online à família, os amigos exaltam a bondade de Emanuel. "Ele é uma pessoa muito boa. Temos certeza que em todo lugar que ele passava as pessoas se sentiam felizes ao lado dele. Foi uma grande perda, todos nós vamos sentir a falta de Emanuel", diz texto.

O Centro Acadêmico Jesamar Leão de Oliveira, da Universidade Federal do Ceará (UFC), também enviou nota de pêsames. "Em nome de todos os alunos de Engenharia Elétrica, queríamos dizer que lamentamos profundamente a perda do Emanuel, e mandamos muita força a toda a sua família e amigos. Descanse em paz, amigo".

Bezerra era aluno do curso de Engenharia Elétrica da UFC. Como bolsista do CsF ele iria fazer um intercâmbio de um ano na Universidade Estadual do Arizona. O jovem de 22 anos estava recém chegado aos Estados Unidos. Ele partiu do Brasil no dia 13 de agosto.

Contatada pela reportagem, a assessoria de imprensa do Itamaraty se limitou a informar que o Consulado-geral do Brasil em Los Angeles, localizado no Estado da California, confirmou a informação da morte de um brasileiro no Arizona. "O consulado em Los Angeles já está em contato com as autoridades locais e com a família".

A previsão é que a autópsia do corpo seja feita nesta terça-feira (23)

Veja universidades que já receberam bolsistas do Ciência sem Fronteiras:

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.