Inscritos no Enem chegam a 9,5 milhões

Por Mel Bleil Gallo - iG Brasília | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Último dia de inscrições do Enem teve quatro mil inscritos por minuto; exame é utilizado por todas as universidades federais

Anderson Stevens/Futura Press
Em 2013, Enem teve 7,2 milhões de inscritos

O presidente do INEP, José Francisco Soares, informou que o número de inscritos para o ENEM 2014 chegou a 9,519,827. Apenas no último dia, foram feitas 1,8 milhões inscrições – o que representa quase quatro mil inscrições por minuto.

“O imaginário do jovem brasileiro vem se alterando de forma cada vez mais importante. São geradas novas oportunidades e os jovens têm interesse em participar do Enem, porque sabem que a participação no exame garante esse conjunto de oportunidades que estão sendo abertas,” afirmou o ministro da Educação, Henrique Paim.

A região nordeste e em especial o estado do Ceará foram destacados, como exemplos de crescimento. Em números absolutos, o nordeste atingiu mais de três milhões de inscritos, ficando atrás apenas do sudeste.

“Do ponto de vista relativo, vamos ver que o Ceará tem um destaque muito especial. E o nordeste também, com uma expressiva inscrição, quase ali próximo ao sudeste”, ressaltou Paim.

“Todas as instituições federais já participam, de alguma forma, do Sistema de Seleção Unificada”, afirmou o ministro.

Paim destacou a adesão recente das Universidades Federais de Pernambuco, de Santa Maria e do Rio Grande do Sul, que aderiram em 2014, além da Universidade Federal de Goiás passou a entrar com 100% de vagas. As instituições podem aderir até agosto.

Para confirmar o número de inscritos, no entanto, será necessário aguardar a confirmação do pagamento, até a próxima quarta-feira (28). Em 2013, o número de inscritos que não confirmou o pagamento chegou a aproximadamente 10%.

Para confirmar a inscrição, a taxa de R$ 35 deve ser paga até a próxima quarta-feira (28). Estudantes de instituições da rede pública e candidatos com renda familiar de até 1,5 salário mínimo são isentos do pagamento.

Provas

As provas do Enem 2014 serão realizadas nos dias 8 e 9 de novembro. No dia 8, um sábado, os candidatos farão as provas de ciências humanas e ciências da natureza entre as 13h e as 17h30 (no horário de Brasília). No dia 9, domingo, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, matemática e redação. Neste dia, a prova será mais longa, e acontecerá entre as 13h e as 18h30.

Para o que serve?

A nota do exame pode ser usada para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que disponibiliza vagas no ensino superior público. Desde o ano passado, todas as 59 universidade federais adotaram a prova como critério de seleção para os novos alunos. No total, foram 117 mil vagas em instituições públicas preenchidas via o exame.

O Enem também é pré-requisito para o estudante participar do Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições privadas; e o Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que destina a estudantes vagas gratuitas em cursos técnicos. Quem quer firmar contratos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) também precisa ter feito o Enem.

Mesmo aqueles interessados em universidades que não adotam o Enem, como a USP, precisam fazer o exame caso queiram obter bolsas de intercâmbio pelo Programa Ciência sem Fronteiras.

Resistência: Paulistas resistem a Enem; vaja como cada uma delas usa o exame

Recentemente, duas universidades de Portugal - Universidade de Coimbra e da Beira Interior - também anunciaram que candidatos brasileiros poderão usar a nota do Enem para pleitear uma vaga.

Leia tudo sobre: enem 2014eneminscrições

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas