Inscrições para o Enem terminam hoje; já são 9 milhões de candidatos

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Número de inscritos é maior do que o registrado em 2013; exame seleciona para Sisu, Sisutec, ProUni e Fies

Anderson Stevens/Futura Press
Provas serão aplicadas em 8 e 9 de novembro

Os interessados em participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano têm até às 23h59 desta sexta para fazerem sua inscrição. Há pouco mais de sete horas para o fim do prazo, o sistema on-line já registrava 9 milhões de candidatos — superior aos 7,2 milhões de 2013.

Para confirmar a inscrição, a taxa de R$ 35 deve ser paga até a próxima quarta-feira (28). Estudantes de instituições da rede pública e candidatos com renda familiar de até 1,5 salário mínimo são isentos do pagamento.

Depois de inscrito, o candito pode acessar a página pessoal e gerar o boleto para o pagamento. Para isso, é preciso o CPF e a senha cadastrada. Caso tenha esquecido a senha, é possível recuperá-la no local indicado na própria página.

Este ano, travestis e transexuais poderão ser identificados pelo nome social. Para isso, é preciso fazer o pedido pelo telefone 0800-616161, também até a noite desta sexta.

Provas

As provas do Enem 2014 serão realizadas nos dias 8 e 9 de novembro. No dia 8, um sábado, os candidatos farão as provas de ciências humanas e ciências da natureza entre as 13h e as 17h30 (no horário de Brasília). No dia 9, domingo, serão aplicadas as provas de linguagens e códigos, matemática e redação. Neste dia, a prova será mais longa, e acontecerá entre as 13h e as 18h30.

Para o que serve?

A nota do exame pode ser usada para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que disponibiliza vagas no ensino superior público. Desde o ano passado, todas as 59 universidade federais adotaram a prova como critério de seleção para os novos alunos. No total, foram 117 mil vagas em instituições públicas preenchidas via o exame.

Curiosidade: 10 notícias que marcaram o Enem 2013

Divulgação
Site do Enem ensina o passo a passo para inscrição

O Enem também é pré-requisito para o estudante participar do Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições privadas; e o Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que destina a estudantes vagas gratuitas em cursos técnicos. Quem quer firmar contratos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) também precisa ter feito o Enem.

Mesmo aqueles interessados em universidades que não adotam o Enem, como a USP, precisam fazer o exame caso queiram obter bolsas de intercâmbio pelo Programa Ciência sem Fronteiras.

Resistência: Paulistas resistem a Enem; vaja como cada uma delas usa o exame

Recentemente, duas universidades de Portugal - Universidade de Coimbra e da Beira Interior - também anunciaram que candidatos brasileiros poderão usar a nota do Enem para pleitear uma vaga.

Veja como foi a movimentação do Enem no ano passado:

Candidatos deixam prova cansados após responder 90 questões e escrever uma redação. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaAo final da prova, resta o cansaço dos estudantes. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaGiovanna Victorio, de 16 anos, diz que não estudou o tema da redação. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaPortões fecharam para a prova às 13h, deixando retardatários do lado de fora. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaCandidatos entram para fazer o segundo dia do Enem em São Paulo, no câmpus Barra Funda, da Uninove. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaÀs 13h, candidatos correm para entrar no segundo dia de provas do Enem em São Paulo. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaCandidatos podem entrar na sala de aula uma hora antes da prova. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaNo segundo dia do Enem, candidatos tem 5,5 horas para fazer prova de Linguagens, Matemática e redação. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaMovimentação no Centro Educacional Leonardo da Vinci, durante o segundo dia do Enem. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMovimentação no Centro Educacional Leonardo da Vinci, durante o segundo dia do Enem. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMovimentação no Centro Educacional Leonardo da Vinci, durante o segundo dia do Enem. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIALuiz Felipe Santana Santos precisou esperar um ônibus por 40 minutos em Ceilândia Norte, e perdeu a prova. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIACaíque Mendes, 18 anos, quer cursar análise de sistemas e tem receio do tema da redação ser desconhecido. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaJéssica Alves, 21 anos, e a irmã, Geisa Alves, de 19: candidatas do interior da Bahia vão para o Rio por falta de opção no ensino. Foto: Priscila BessaMovimentação no Centro Educacional Leonardo da Vinci, durante o segundo dia do Enem. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIADa esquerda para a direita: Denise Gomes, 18 anos, Clara Miranda, 17, Elisa Maciel, 16, Carolina Gomes, 16, e Guilherme Leite, 16, Todos esperam redação sobre ambiente. Foto: Priscila BessaJoão Francisco de Lima, 46 anos, confia em suas leituras para fazer um bom texto no Enem. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaMovimentação no Centro Educacional Leonardo da Vinci, durante o segundo dia do Enem. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAMovimentação no Centro Educacional Leonardo da Vinci, durante o segundo dia do Enem. Foto: ALAN SAMPAIO/iG BRASILIAStefanio Micael Silva, 18 anos, estudante do segundo ano do ensino médio, morador do Vidigal, chegou dois minutos após os portões fecharem. Foto: Priscila BessaGraziele Oliveira, 19 anos, saiu ao meio-dia de casa e não chegou a tempo. Foto: Bruno Zanardo/FotoarenaIrmãs Aline e Jennifer Honorato perderam prova juntas no segundo dia em São Paulo. Foto: Bruno Zanardo/Fotoarena


Leia tudo sobre: enem 2014eneminscrições para o Enem

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas