Exame do Cremesp reprova quase 60% dos alunos recém-formados em Medicina

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Os estudantes egressos de instituições de ensino privadas tiveram mais reprovações: o índice chegou a 71%

Quase 60% dos alunos recém-formados em Medicina no Estado de São Paulo não atingiram a pontuação mínima deficinada pelo Cremesp (Conselho Regional de Medicina de São Paulo). Dos 2.843 que fizeram a prova, um total de 1.684 - ou 59,2% deles - acertaram menos de 60% do conteúdo da prova.

Conheça a home do Útimo Segundo

A diferença nos índices de aprovação entre escolas públicas e privadas também chamou atenção. No exame, entre os participantes das escolas paulistas, a reprovação foi maior entre os egressos de instituições de ensino privadas: 71% foram reprovados. Já entre os participantes formados em escolas médicas públicas, 33,9% foram reprovados.

O número de participantes em 2013 foi o maior do exame. A abstenção foi de apenas 2,8%. O percentual de reprovados ficou 4,7 pontos acima de 2012. No ano anterior, foram 2.411 participantes, com 54,5% de reprovação

A prova foi aplicada no dia 3 de novembro de 2013 em nove cidades paulistas, além da capital do Estado. É o segundo exame realizado depois que se tornou obrigatório para quem deseja inscrever-se no Conselho Regional de Medicina de São Paulo e atuar no Estado. O registro no CRM, entretanto, não depende do desempenho ou da aprovação nas provas.


Leia tudo sobre: medicinamédicoscremespprova

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas