Estudantes declararam greve e ocuparam a reitoria por 42 dias; universidade caiu em ranking internacional

A Universidade de São Paulo (USP) esteve envolvida em diversas polêmicas em 2013. No dia 1º de outubro, estudantes ocuparam a reitoria da universidade e pediram, entre outras medidas, eleições diretas para a escolha do reitor. Ficaram no local até o dia 12 de novembro, quando a Tropa de Choque foi acionada.

Além disso, a USP caiu no ranking internacional Times Higher Education (THE). No ano passado, a instituição aparecia em 158º e em 2013 apareceu em 226 – 250 (não há posição específica depois das 200 primeiras). Por outro lado, a universidade apareceu em 8º lugar no ranking QS dos países que formam o Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). 

Conheça a home do Último Segundo


Confira 10 notícias que marcaram o ano na USP:

1 - USP cai em ranking e nenhuma universidade do País aparece entre as 200 melhores

2 -  Sabendo que não alcançaria meta de cotas, USP mudou bônus

3 -  Alunos da USP ocupam reitoria e aprovam greve geral por tempo indeterminado

4 -  Polícia Militar cumpre ordem de reintegração de posse da reitoria da USP

5 - USP propõe reformular seu estatuto

6 - Após problemas com piolhos e água imprópria, USP Leste suspende aulas

7 - Capes: USP tem melhor mestrado e doutorado do País

8 - USP e Unicamp estão no top 10 em ranking do Brics

9 - E-mails anônimos atacam candidatos à eleição para reitor da USP

10 -  Marco Antonio Zago, ex-pró-reitor de Pesquisa, é 1º de lista tríplice da USP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.