Justiça concede liminar que suspende atividades da USP Leste

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

O descumprimento pode levar a multa diária no valor de R$ 100 mil; Em nota, USP diz que vai recorrer da decisão

A Justiça de São Paulo concedeu, nesta quinta-feira (21), liminar que suspende imediatamente as atividades docentes e de apoio administrativo e funcional no campus da Universidade de São Paulo (USP) na zona leste até que o problema de contaminação do solo seja resolvido. O descumprimento pode levar a multa diária no valor de R$ 100 mil.

Conheça a nova home do Último Segundo

Em nota, a USP afirmou que deve recorrer da decisão, mas que ainda não houve a devida citação da universidade, “que permanece desconhecendo os termos da ação proposta pelo Ministério Público e o alcance da decisão liminar”. A universidade salientou ainda que os trinta dias para a interdição serão contados a partir da notificação e não haverá prejuízo quanto ao semestre letivo.

Na decisão, o juiz diz que a contaminação “representa grave risco à integridade física dos alunos e demais pessoas que transitam pelo local (vida e saúde). Há inclusive risco de explosão, pela existência de gás metano no sub-solo”. Segundo a decisão, a USP leste terá que providenciar a continuidade das atividades relacionadas a todos os crusos em um local apropriado.

A USP afirmou também que vem, “ao longo dos últimos anos, desenvolvendo as ações necessárias e medidas cabíveis, segundo os ditames legais, para regularizar a situação ambiental nos termos da licença operacional da USP Leste. As obras na referida área já haviam sido suspensas e reafirma-se que não há riscos à saúde da comunidade e aos frequentadores da área”.

Leia tudo sobre: USPUSP Lestejustiçaigspcontaminação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas