Estudantes da USP decidem manter greve e ocupação da reitoria

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Alunos fazem nova assembleia nesta quinta para debater continuidade da paralisação; grupo foi notificado pela Justiça sobre reintegração de posse de prédio ocupado

Estudantes da Universidade de São Paulo (USP) decidiram em assembleia na noite de quarta-feira (6) manter a greve iniciada no dia 1º de outubro e a ocupação da reitoria. Uma nova assembleia está marcada para esta quinta-feira, às 18h, de acordo com o Diretório Central dos Estudantes (DCE). Entre as reivindicações dos alunos está a eleição direta para reitor. 

Conheça a nova home do Último Segundo

Na manhã de quarta-feira, a Justiça notificou os alunos sobre o pedido de reintegração de posse concedido nesta segunda-feira (4), pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP). De acordo com o diretor do DCE Theo Ortega, de 23 anos, aluno do 5º ano de História, a defesa dos estudantes recebeu a notificação e pediu que o oficial reportasse à Justiça que os alunos estão abertos ao diálogo e à negociação.

Ortega afirmou que os advogados do diretório entraram com um recurso contra a decisão. A expectativa do DCE é que a saída do prédio da administração possa ocorrer sem a presença da Polícia Militar (PM). A assessoria da USP afirmou que a ação dos policiais não depende mais da universidade. Já a PM afirmou que ainda não há previsão de quando será cumprida a ordem de reintegração.

Leia tudo sobre: uspeducaçãogreve

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas