Dia do professor: Maria e José são os nomes mais comuns entre docentes

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Levantamento da Secretaria da Educação mostra ainda que a proporção de homens na carreira cresceu

Um levantamento realizado pela Secretaria da Educação do Estado de São Paulo mostrou que os professores Maria e José são os nomes ais comuns maioria entre os 230 mil docentes da rede. O levantamento é comemorativo ao Dia do Professor, celebrado nesta terça-feira (15).

Conheça a home do Último Segundo

O levantamento detectou ainda que nos anos iniciais as mulheres são maioria no comando das salas de aula, mas a proporção de homens que ensinam cresceu ao longo dos últimos cinco anos, passando de 22,4% em 2008 para os atuais 26,2%. No geral, o sexo feminino responde por 73,8% entre professores e no recorte entre o 3º e o 5º anos do Ensino Fundamental a parcela delas chega 97% entre os docentes.

Apesar dos homens serem minoria em quase todas as disciplinas, em física eles superam as mulheres na função e chegam a 53% entre os profissionais. Em química, eles também são numerosos, 45,8% do quadro. Já em língua portuguesa as professoras somam 89,1%.

Leia mais:
Professora diz que observa “festas e cantorias” para ensinar indígenas
No Maranhão, professores se dedicam a melhorar a vida de comunidades quilombolas

O levantamento mostra também que a maioria dos professores (52,2%) nasceu entre 1976 e 1983. Já oito em cada dez professoras (80,9%) têm como ano de nascimento entre 1975 e 1982. O levantamento também aponta o tempo de atuação na rede. Nos anos iniciais, mais da metade dos professores (50,9%) leciona há 20 anos ou mais. Nas outras séries avaliadas foi identificado que 47,2% têm como tempo de docência entre 2 e 10 anos.

Leia tudo sobre: professordocentesão paulo

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas