Pela 1ª vez, todas as universidades federais vão usar a nota do Enem; saiba como

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Na maior parte das 59 instituições, o exame que acontece no fim deste mês substituirá o vestibular próprio

Neste ano, pela primeira vez desde que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foi criado, em 1998, todas as 59 universidade federais irão adotar a prova como critério de seleção para os novos alunos.

Conheça a nova home do Último Segundo

Na maior parte delas, 43, o Enem substituirá completamente o vestibular, como é o caso da Federal do Rio de Janeiro e de Minas, duas das maiores do País. Nas outras 16, o exame terá outra forma de utilização, seja como composição da nota final, seja no lugar de uma das etapas de seleção ou até com a reserva de parte das vagas da instituição.

“Isso confirma o processo de consolidação que tem levado o Enem a se transformar em um vestibular nacional. Esse processo de adesão tem crescido na medida em que os problemas com a prova parecem ter diminuído”, explica o professor Ocimar Avalarse, especialista em avaliação da USP.

Leia mais:
Opinião politicamente incorreta pode zerar nota de redação no Enem
Está preparado para o Enem? Faça o simulado
Acompanhe as notícias do Enem na home exclusiva do exame

Além disso, acrescenta Alavarse, o uso do Enem como um vestibular nacional faz parte de uma política do Ministério de Educação (MEC). “Logo, é claro que há uma política de convencimento em relação às federais.”

Uma adesão benéfica para as universidades, desde que o exame transcorra com lisura. “A instituição economiza o que gastaria com a formulação e aplicação da prova”, conclui o pesquisador.

Veja como cada uma das universidades usará o Enem:

Norte

Universidade Federal do Acre (UFAC) – como vestibular

Universidade Federal do Amapá (UFAP) - como vestibular

Universidade Federal do Amazonas (UFAM) – 50% de Enem

Universidade Federal do Pará (UFPA) – como vestibular

Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA)– como vestibular

Universidade Federal de Rondônia (UFRO) – como vestibular

Universidade Federal de Roraima (UFRR) - 60% via Enem

Universidade Federal do Tocantins (UFT) – como vestibular

Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA) – como vestibular


Nordeste

Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf)– como vestibular

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)– como vestibular

Universidade Federal de Alagoas (UFAL) – como vestibular

Universidade Federal da Bahia (UFBA) – como vestibular

Universidade Federal do Ceará (UFC) – como vestibular

Universidade Federal do Maranhão (UFMA) – como vestibular

Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – como vestibular

Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) – primeira etapa do processo seletivo

Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)– como vestibular

Universidade Federal do Piauí – (UFPI) como vestibular

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – como vestibular

Universidade Federal do Sergipe (UFS) – como vestibular

Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)– como vestibular

Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa)– como vestibular

Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) – como vestibular

Centro-Oeste

Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)- 50% das vagas pelo Enem

Universidade de Brasília (UNB) - 50% das vagas pelo Enem

Universidade Federal de Goiás (UFG) 50% das vagas pelo Enem

Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) – como vestibular

Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) – como vestibular

Sudeste

Fundação Universidade Federal do ABC (UFABC) – como vestibular

Universidade Federal de São Carlos – (Ufscar) como vestibular

Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) - 85% dos cursos via Enem e o restante por vestibular misto (próprio + Enem)

Universidade Federal do Espirito Santo (UFES) – substitui primeira etapa do processo seletivo

Universidade Federal Fluminense (UFF) – como vestibular

Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) – como vestibular

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – como vestibular

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) – como vestibular

Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) - 70% via Enem

Universidade Federal de Lavras (UFLA) – 60% das vagas

Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – como vestibular

Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) – como vestibular

Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – como vestibular

Universidade Federal de Viçosa (UFV) - 80% via Enem

Universidade Federal de Itajubá (Unifei) – como vestibular

Universidade Federal de Alfenas (Unifal) – como vestibular

Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) – como vestibular

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM)– parte das vagas

Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ) – como vestibular

Sul

Universidade Federal do Rio Grande (FURG) - como vestibular

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – peso de 10%

Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)– como vestibular

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) - peso de 20%

Universidade Federal do Pampa (Unipampa)– como vestibular

Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (UFCSPA) – como vestibular

Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – peso de 30%

Universidade Federal do Paraná (UFPR) – peso de 10% em parte das vagas

Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) – como vestibular

Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – como vestibular

Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) – como vestibular

Leia tudo sobre: enemvestibularinstituição

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas