Movimento vai apoiar as eleições diretas para reitor, pedir a saída da PM nos campus e protestar contra o governador

Agência Estado

Uma caravana de alunos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) reforçará o ato organizado por estudantes da Universidade de São Paulo (USP), marcado para esta quarta-feira (9). Em busca de unificar as reivindicações, o movimento vai apoiar as eleições diretas para reitor, pedir a saída da Polícia Militar nos campus e protestar contra o governador Geraldo Alckmin (PSDB).

Conheça a nova home do Último Segundo

Estudantes ocuparam a reitoria da Unicamp na noite de quinta-feira em protesto contra a presença da PM no campus
Futura Press
Estudantes ocuparam a reitoria da Unicamp na noite de quinta-feira em protesto contra a presença da PM no campus

Os estudantes sairão em ônibus às 14h da reitoria da Unicamp. O prédio está ocupado desde a quinta-feira, em protesto contra a autorização de entrada da PM no campus, anunciada após a morte de um estudante durante uma briga na universidade.

Leia mais:
Contra PM no campus, alunos da Unicamp ocupam prédio da reitoria
Termina sem acordo audiência para desocupação da reitoria da USP

Em assembleia na segunda-feira (7), os estudantes exigiram a saída da PM e a não punição dos alunos envolvidos no protesto. Até quinta-feira, quando haverá nova assembleia, a reitoria da Unicamp ficará ocupada por um grupo de cerca de 150 alunos, apesar de a Justiça já ter concedido a reintegração de posse. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.