A 20 dias do Enem, professores dizem: fazer simulado é a melhor forma de revisar

Por Julia Carolina - iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Especialistas indicam a resolução de provas dos últimos anos, até para treinar resistência, já que o exame é longo

Faltando pouco menos de um mês para a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), os coordenadores dos cursinhos são unânimes sobre a dica mais valiosa para esse período de revisão: fazer provas dos últimos anos. Segundo especialistas ouvidos pelo iG, realizar os exames já aplicados ajuda a entender o estilo das questões cobradas no Enem e também a perceber os assuntos que não estão bem fixados na cabeça do aluno.

Você está preparado para o Enem? Faço o simulado e veja

Bruno Zanardo/Fotoarena
Enem 2013 acontece em menos de um mês; alunos podem fazer provas de anos anteriores

Para Mateus Prado, diretor do cursinho Henfil, o aluno que estudou durante todo ano e já fez as provas anteriores precisa aproveitar o momento para revisar os temas que têm mais dificuldade. Além disso, para aqueles que estão concorrendo aos cursos com maior nota, ele indica investir nas matérias de maior peso: redação e matemática.

“Quem precisa fazer uma relação custo-benefício, eu recomendaria primeiro entender o estilo da redação, o que é pedido. E matemática também tem um peso maior na prova. Então, minha dica é, se tiver que escolher: redação e matemática”, explica Prado.

Por outro lado, a coordenadora do Objetivo, Vera Lúcia Antunes, diz que para os alunos que estão com muita dificuldade em diversas matérias uma dica é estudar temas de humanas, como geografia e história. Não pela menor importância das outras matérias, mas porque para os alunos que estão com dificuldade em muitas disciplinas, os temas de humanas são mais fáceis de serem compreendidos.

Alunos já podem verificar locais da prova do Enem 2013

Ela lembra, porém, para o aluno que estiver no último ano do colégio, não deixe de estudar nenhuma matéria. “O aluno deve continuar estudando a matéria que está tendo na escola. Há todo um programa do Enem e esse programa é vasto, então qualquer matéria pode cair. O que [o aluno] estiver estudando, continue a estudar com capricho”.

Treino físico

Para Mateus Prado, uma coisa importante para quem vai fazer a prova pela primeira vez é saber que o Enem é uma “prova de resistência”. “Não tem jeito, para o Enem tem que ter um preparo físico. Quem nunca fez a prova vai ver que lá pela 60ª ou 70ª questão da prova já está cansado. Então por isso, para quem não estudou até aqui, a melhor coisa é resolver as provas do ano anterior”, explica.

O diretor do Cursinho da Poli, Gilberto Alvarez, o Giba, concorda e diz que costuma falar que o preparo para as provas são divididos em três partes: o que se sabe, a preparação física e a preparação psicológica.

Leia mais: Guia para a redação no Enem

A preparação psicológica, segundo os professores, pode ser diminuir o ritmo para aqueles que estão estudando bastante desde o início do ano. “Para aqueles que vêm se preparando desde o começo do ano, indicamos que eles diminuíam o ritmo e comece a pensar na cabeça (preparar o psicológico e se acalmar para a prova). É para continuar estudando, lendo notícias, porque quando maior repertório, melhor. Mas pode diminuir o ritmo e se focar na cabeça”, diz Giba.

Temas importantes

A pedido do iG, o cursinho Henfil separou alguns dos temas que costumam cair nas provas do Enem. Veja a seguir:

Linguagem - Em literatura costuma cair modernismo, realismo e romantismo, nessa ordem.

Matemática - geometria e probabilidade.

Ciências da natureza - energia e meio ambiente de forma geral.

Humanas - temas relacionados a lutas sociais, democracia, cidadania

Leia tudo sobre: enemvestibular

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas