Contra PM no campus, alunos da Unicamp ocupam prédio da reitoria

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Estudantes arrombaram porta lateral do prédio; alguns vidros foram quebrados e parede foi pichada

Agência Estado

Cerca de 150 alunos ocupam desde a noite desta quinta-feira (3) a reitoria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), em protesto contra a liberação da entrada da Polícia Militar nos campus de Campinas, Piracicaba e Limeira.

Os estudantes arrombaram uma porta lateral do prédio com a ajuda de uma lixeira. Alguns vidros também foram quebrados e uma parede foi pichada com os dizeres "Fora PM". A maioria deles usa camisa nas cabeças para evitar que sejam identificados.

Futura Press
Estudantes ocuparam a reitoria da Unicamp na noite de quinta-feira em protesto contra a presença da PM no campus


A ocupação ocorreu logo após uma assembleia realizada no Diretório Central Estudantil (DCE) em que o assunto discutido era a entrada de policiais no campus. A medida foi anunciada na semana passada pela reitoria, depois que o estudante Dênis Papa Casagrande, de 21 anos, foi morto após levar uma facada e ser espancado durante uma festa clandestina que acontecia dentro do campus, em setembro. A festa organizada pela Rádio Muda - emissora clandestina que funciona dentro da Unicamp - reuniu cerca de 3 mil pessoas.

Leia mais:

Justiça marca audiência entre USP e alunos que ocuparam reitoria

Após a morte do estudante, a reitoria disse que vai coibir festas ilegais dentro do campus e pediu a entrada da PM na área. Os estudantes prometem uma greve para esta sexta-feira (4).

Leia tudo sobre: unicampuniversidadereitoriaocupação

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas