USP adere de forma experimental ao Enade

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Acordo firmado com o MEC vale por três anos; participação de alunos será voluntária

Agência Estado

A Universidade de São Paulo (USP) vai participar, de forma experimental, do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). Em um acordo de cooperação técnica firmado com o Ministério da Educação (MEC) e com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais (Inep), a USP aderiu ao exame por um período de três anos, com o objetivo de avaliar a prova. O acordo foi publicado nessa quarta-feira, 07, no Diário Oficial da União.

Rankings:
- Instituições de ensino superior de 2011

- Cursos superiores avaliados no Enade 2011

De acordo com a USP, a participação dos estudantes será voluntária e começa já no Enade de 2013, voltado para os alunos das áreas de ciências biológicas e agrárias. Criado em 2004, o Exame é obrigatório para os universitários de instituições federais e particulares. A participação das redes estadual e municipal de ensino superior é facultativa. Em São Paulo, a USP era a única universidade fora do teste.

"O Enade possibilitará a comparação dos cursos da USP e dos cursos das demais universidades brasileiras. O acordo assinado, por ser uma experiência piloto, fornecerá subsídios para a adesão definitiva", disse em nota, o reitor da USP, João Grandino Rodas. No entanto, neste período experimental, as notas não serão divulgadas.

Além de avaliar o Enade, o acordo prevê o acompanhamento do ciclo de avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes) durante os três anos, com o desenvolvimento de estudos e pesquisas sobre os testes.

Leia tudo sobre: EnadeUSP

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas