O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou nesta terça-feira no Diário Oficial da União as normas da seleção para a carreira

Agência Estado

O Ministério das Relações Exteriores (MRE) divulgou nesta terça-feira no Diário Oficial da União as normas do concurso de admissão à carreira de diplomata, que neste ano oferece 30 vagas para ingresso ao Instituto Rio Branco.

Leia também: Para se candidatar a diplomata, graduação pode ser em qualquer curso

O concurso terá quatro fases. A primeira aplicará prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, constituída de questões de Português, História do Brasil, História Mundial, Geografia, Política Internacional, Inglês, noções de Economia e noções de Direito e Direito Internacional Público. Segundo a portaria que traz as normas do concurso, 10% das vagas serão reservados na primeira fase aos candidatos afrodescendentes.

A segunda fase terá prova discursiva eliminatória e classificatória de Português e será estabelecida nota mínima para a prova de Português. A terceira fase será constituída de provas discursivas de História do Brasil, Geografia, Política Internacional, Inglês, noções de Economia e noções de Direito e Direito Internacional Público. As seis provas desta fase terão peso equivalente. Também será fixada nota mínima para o conjunto das provas da terceira fase.

A quarta fase da seleção terá provas escritas de Espanhol e de Francês, de caráter exclusivamente classificatório. Cada uma das provas desta fase terá peso equivalente à metade do peso de cada uma das provas da terceira fase. Segundo a portaria, "o diretor-geral do Instituto Rio Branco fará publicar o edital do concurso". A remuneração inicial de diplomata no Brasil é cerca de R$ 13 mil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.