Escolas militares entrarão no Ciência sem Fronteiras

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Novidade foi anunciada por Dilma durante cerimônia na qual sancionou a lei que cria universidades no Ceará, Bahia e Pará

Agência Estado

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira que o governo introduzirá as escolas militares no Programa Ciência sem Fronteiras. "Os colégios militares têm tido uma função importante, formam essa juventude que vai ter acesso a um nível de qualificação, que é o que nós queremos em todas as escolas", disse, em Brasília, durante cerimônia na qual sancionou a lei que cria universidades no Ceará, Bahia e Pará.

Leia também:
Governo abre novas chamadas para bolsas do Ciência sem Fronteiras
- Estudantes protestam contra exigência do Enem para Ciência sem Fronteiras

De acordo com Dilma, "fazendo justiça" aos colégios militares, a administração federal decidiu pela inclusão dessas escolas no programa, "tanto na formação como na pós-graduação". "Nada mais merecido." A sanção da lei que cria as universidades nos três Estados deve atender cerca de 38 mil estudantes, segundo o Poder Executivo federal.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas