Em estudo desde 2011, iluminação da USP deve começar em setembro

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Contratos anteriores foram questionados na Justiça

Agência Estado

Reprodução
Perspectiva da área do câmpus Butantã da USP com o novo sistema de iluminação

Após dois anos de atraso por irregularidades, a Universidade de São Paulo (USP) promete até setembro instalar os primeiros pontos do novo sistema de iluminação do câmpus da capital, na zona oeste. O projeto começou a ser debatido em maio de 2011 e teve o edital cancelado três vezes pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) por suspeitas de direcionamento.

Um dos primeiros locais a receberem a nova iluminação será o estacionamento da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) onde o estudante Felipe Ramos de Paiva foi assassinado em 2011. A empresa vencedora - Alper Energia - é a mesma apontada como favorecida nas denúncias.

A contratação foi pelo menor preço, no valor de R$ 39,5 milhões. Apesar de o contrato ter sido assinado, há processo na Justiça, ainda em análise, que pede seu cancelamento. A reportagem não conseguiu contato com a empresa. A universidade prepara novos editais para este mês no valor de R$ 99 milhões para iluminar a USP Leste, recentemente assaltada, e demais câmpus do interior. 

Leia tudo sobre: uspiluminaçãocidade universitária

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas