Sindicato anuncia início de greve dos professores municipais nesta sexta

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Prefeitura diz que faz levantamento com as escolas para mensurar paralisação

Agência Estado

O Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo (Sinpeem) afirma que a greve dos professores municipais de São Paulo teve início na manhã desta sexta-feira. A entidade representa 55 mil dos 85 mil professores, funcionários e gestores da rede municipal de Educação.

Futurapress
Professores municipais em ato em frente à sede da Prefeitura no início da semana

O presidente do sindicato, Claudio Fonseca, está reunido com representantes da Secretaria de Educação para novas negociações. O encontro, de acordo com o Sinpeem, foi convocado em caráter de urgência. A Secretaria informou que pediu a mais de duas mil escolas o balanço da adesão dos profissionais ao movimento, mas que só terá os dados no final do dia. A assessoria de imprensa informou que a pasta não divulgou nenhum comunicado aos pais e alunos sobre a paralisação.

Negociações

Entre as reivindicações da categoria, estão reajustes de 6,55% retroativos a maio de 2011 e 4,61% retroativos a maio de 2012. Para este ano, os sindicalistas exigem mais 5,6%. Na última terça-feira, dia 30, a Secretaria de Educação recebeu entidades representantes dos professores em uma primeira rodada de negociação setorial, que faz parte do Sistema de Negociação Permanente da Prefeitura (Sinp). O governo propôs um reajuste imediato de 0,82% e outro de 11,46%, a ser pago em três parcelas a partir de 2014. Os professores não aceitaram.

Leia tudo sobre: professoresgreve

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas