USP, Unicamp e Unesp terão doutorado inédito no País

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Curso de Bioenergia pretende suprir demanda por profissionais especializados em área que o País é líder

Agência Estado

As Universidades de São Paulo (USP), Estadual de Campinas (Unicamp) e Estadual Paulista (Unesp) preparam, em conjunto, a criação de um curso de doutorado inédito no País na área de Bioenergia. Para as universidades estaduais de São Paulo, a proposta leva em conta o fato de o Brasil ser liderança no setor, que é um dos que mais crescem mundialmente. Além disso, há falta de profissionais especializados.

"Temos competência, um grande mercado, somos os principais produtores de matéria-prima para a área de bioenergia e falta pessoal qualificado", afirma o professor da USP Carlos Alberto Labate, que é coordenador do Programa Integrado de Doutorado em Bioenergia. De acordo com a comissão executiva do programa, muitos profissionais de cursos como o de medicina já estão trabalhando com projetos relacionados à área. É o caso de estudos na área de biocombustíveis e de produtos químicos derivados de biomassa.

No entanto, Luís Augusto Barbosa Cortez, professor de Engenharia Agrícola da Unicamp, lembra que embora o Brasil seja líder em biocombustíveis, ainda faltam especialistas, principalmente em algumas vertentes, como a de motores. "Essa área é muito dinâmica; precisamos de um profissional que entenda de diferentes áreas e participe ativamente nas questões. Ele precisa falar bem inglês e ter uma noção boa inclusive de diplomacia ligada a esses assuntos", explica.

O curso
Segundo o Programa, o objetivo do curso é proporcionar uma formação ampla, justamente para que o profissional entenda os diversos fatores envolvidos no setor de Bioenergia. No doutorado, as disciplinas serão organizadas em cinco áreas principais: agrícola, industrial, sustentabilidade, biorrefinarias e motores. A proposta também é criar um curso de caráter internacional, com professores estrangeiros, aulas em inglês e período de estágio em outros países, afirmam as universidades. O curso de doutorado em Bioenergia já recebeu a aprovação da abertura do programa pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Ele será gratuito e a previsão é de que as aula comecem em março de 2014.

Leia tudo sobre: bionergiauspunicampunespdoutoradoensino superior

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas