Aluno de creche integral pública custa pelo menos R$ 2.427,30 por aluno

Portaria do Ministério da Educação garante o investimento anual para unidades construídas em 2013

iG São Paulo |

Os governos municipais e o Distrito Federal deverão investir, pelo menos, R$ 2.427,30 por aluno de creche pública em período integral em 2013. O valor é 8% maior que o gasto mínimo por criança estabelecido no ano passado, quando o investimento anual era de R$ 2.075,13. Em portaria publicada pelo Ministério da Educação nesta sexta-feira, ficou garantido também o repasse do mesmo montante para novas escolas de educação infantil que ainda não constam no censo escolar, quando passam a ser atendidas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb).

Novas escolas: Após atrasos, MEC aposta em creche padrão para cumprir promessa

Os municípios podem investir mais do que isso, mas o Fundeb estabelece um custo mínimo por estudante para todas as etapas de ensino e complementa os valores para as redes que não conseguem pagá-lo com verbas próprias.

Censo escolar: Rede privada avança mais do que pública em matrículas nas creches

A mesma portaria estabelece o investimento de R$ 1.493,72 por aluno de creche pública em período parcial; R$ 2.427,30 por aluno de pré-escola pública em período integral e R$ 1.867,15 por aluno de pré-escola pública em período parcial. No ano passado, os valores fixados eram de R$ 1.383,42, R$ 2.248,06 e R$ 1.729,28, respectivamente.

No ensino básico, o mínimo que os governos devem gastar é R$ 2.243,71 por aluno.

    Leia tudo sobre: Fundebcrecheseducação infantil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG