Greve de professores começa nesta segunda em São Paulo

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Docentes da rede estadual reivindicam reajuste e respeito ao cumprimento de no mínimo 33% da jornada para atividades extra-classe. Governo entende que respeita Lei do Piso

Agência Estado

A partir desta segunda-feira, professores da rede estadual de São Paulo, estão em greve. A paralisação foi definida em assembleia na Avenida Paulista na tarde desta sexta-feira, 19.

Entre as reivindicações dos professores, estão reajuste salarial, mudanças no sistema de contratação de uma categoria de professores temporários (chamado de categoria 'O'), e respeito ao cumprimento de no mínimo 33% da jornada de trabalho para atividades de formação e preparação de aulas, que consta na Lei do Piso. Governo entende que já respeita a jornada e ressalta que o salário de São Paulo é superior ao que determina a lei.

Na semana passada, o Estado anunciou ampliação do reajuste deste ano, de 6% para 8,1%. A ampliação da Política Salarial implementada em 2011 vai levar ao aumento escalonado até 2014 de 42,2% para 45,1%. Os sindicatos reclamam que a política levou em conta porcentuais de bonificação que já eram pagos pelo governo, além de ignorar a inflação do período.

Leia tudo sobre: greve de professoresigsp

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas