Governo elabora proposta para incentivar formação de alunos em ciências exatas

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Segundo o ministro, o programa prevê o pagamento de bolsas e parcerias com universidades

Agência Brasil

Preocupado com a baixa procura por cursos superiores de ciências exatas nas áreas de física, química, matemática e biologia, o Ministério da Educação (MEC) elabora um programa para, desde o ensino médio, incentivar os estudantes a se formarem nessas áreas. O programa, ainda em construção, deve firmar parceria com universidades e prever o pagamento de bolsas, disse hoje (10) o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.

Avaliação: Prova Brasil terá questões de ciências a partir de 2013

“É preciso estimular a vocação para ser professor. Temos o problema salarial, de carreira, mas há também o problema de despertar o interesse pela educação desde cedo e valorizar quem tem esse interesse. Precisamos estimular as ciências exatas, a demanda por ensino superior nessas áreas é muito baixa. Vamos fazer um programa para estimular desde o ensino médio, com bolsa, com parceria com as universidades, com laboratório, com cientista para dar palestras”, explicou o ministro ao participar de audiência na Comissão de Educação da Câmara dos Deputados.

O ministro da Educação, Aloizio Mercandante, citou como exemplo da falta de interesse dos estudantes pelo magistério na área de exatas a baixa a procura por esses cursos na última edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Dados do relatório "Escassez de Professores no Ensino Médio: Soluções Estruturais e Emergenciais" do Conselho Nacional de Educação (CNE), de 2007, apontam que as áreas mais carentes de professores eram as de física e química, seguidas de matemática e biologia.

Mercadante disse ainda que o ministério estuda lançar também edital de cultura nas escolas públicas e edital de criação de uma universidade das artes para aulas de música, cinema, teatro, dança e poesia. Essas ações seriam feitas em parceria com o Ministério da Cultura.

Leia tudo sobre: ciências exatasbolsas de estudoMercadante

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas