Secretaria de Educação de SP divulga bônus para 206 mil servidores

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Valores são atrelados a metas das escolas. Ao todo, 83% teriam cumprido ou ultrapassado índices estimados

A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo informa que paga nesta quinta-feira R$ 590,2 milhões em bônus a 205.869 servidores de 4.183 escolas estaduais que cumpriram ou ultrapassaram no ano passado as metas de desempenho do Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp). Segundo a Secretaria, docentes, supervisores, diretores e demais profissionais da Educação recebem bonificação de até 2,9 vezes o valor de seus vencimentos.

Cerca de 114 mil profissionais ganharão até R$ 2.500,00. Mais de 52 mil receberão até R$ 5.000,00. Outros 28.978 educadores terão até R$ 8.000,00 em bônus. Valores superiores a R$ 8.000,00 serão pagos a 9.894 funcionários da pasta. Dos 163.824 integrantes do magistério que serão contemplados, cerca de 158 mil são professores.

Neste ano, 14,08% dos servidores ganharão de R$ 5.000,01 a R$ 8.000,00, sendo que em 2012 o percentual de funcionários que receberam esses valores foi de 12,2%. Enquanto no ano passado, 3% dos profissionais foram bonificados com mais de R$ 8.000,00, neste ano 4,81% dos funcionários serão contemplados com montantes superiores a esse. 

A base para o cálculo do bônus é o desempenho das escolas no Idesp, que no ano passado foi de 2,59 consideradas as médias de todos os níveis de ensino. Merece destaque o avanço no Ensino Médio, cujo índice aumentou de 1,78, em 2011, para 1,91, em 2012.

As 4.183 unidades que atingiram ou superaram as metas estabelecidas para 2012 representam 83,7% das 4.997 escolas que participaram do Saresp no fim do ano passado. Das 4.183 unidades bonificadas, 2.676 são de Ensino Médio. O número de escolas neste nível que atingiram ou superaram suas metas é maior em relação ao ano passado.

Critérios não são claros

A Secretaria de Educação divulgou no ano passado que haveria mudanças nos critérios para bônus em 2013, incluindo indicadores sócioeconômicos, mas aparentemente não houve. A Secretaria não convoca a imprensa para a divulgação dos dados e esclarecimentos.

Em 2012, após a divulgação, o iG mostrou que a escola com o maior Saresp fraudou a prova

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas