Ensino da rede pública em São Paulo é pior que em 2009

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Avaliação do governo do Estado mostra que apesar de ligeira recuperação índices de 2012 são menores que os de 3 anos antes nos anos finais do ensino fundamental e do médio

O ensino fundamental e médio da rede estadual de São Paulo está pior em 2012 do que três anos antes. Segundo dados divulgados pelo governo na sexta-feira à noite, o Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp) – que combina os resultados dos alunos em provas de português e matemática com indicadores de aprovação, reprovação e abandono – do 9º ano do fundamental e do 3º ano do ensino médio não conseguiu sequer repetir o resultado obtido em 2009. Só houve evolução nos anos iniciais.

Saresp: Fraude é confirmada na melhor escola estadual de São Paulo

No ensino médio, embora a secretaria de educação comemore que o Idesp de 1,91 de 2012 é uma melhora em relação a 2011, quando foi de 1,78, é inferior à média de 2009, que foi de 1,98. Pelos resultados do Sistema de Avaliação do Rendimento Escolar do Estado de São Paulo (Saresp), cujas provas foram em novembro, isso significa que apenas 0,5% dos alunos têm nível avançado em língua portuguesa, 26,3% tem conhecimentos adequados, 38,8% estão no nível básico e outros 34,4% aprenderam menos que o básico para a etapa. A média obtida pelos alunos foi de 268,4, em escala que vai até 500. Em 2009, era de 274,6 pontos. Em matemática, o desempenho também foi ruim: 0,3% dos alunos estão no nível avançado, 4,5% adequado, 39,4% básico, e 55,8% abaixo do básico. A média foi de 270,4 na 3ª série, uma leve oscilação para mais ante 2009 (269,4).


Evolução do Idesp

Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo combina resultado do Saresp com dados de aprovação e abandono

Gerando gráfico...
Secretaria de Educação do Estado de São Paulo


Ao final do ensino fundamental, a piora no desempenho é ainda mais preocupante, porque embora tenha se recuperado em 2011, voltou a cair em 2012. O Idesp era de 2,84 em 2009, diminuiu para 2,52 em 2010, aumentou em 2011 para 2,57 e voltou para 2,50 em 2012. Em matemática, os alunos testados obtiveram nota 242,3, uma queda de 2,9 pontos em relação a 2011. A proporção de estudantes com nível abaixo do básico na disciplina aumentou, saltando 33,8% para 36,6%. Somente 9,1% sabem o adequado e 1% estão avançados. Em português, a média foi de 227,8 no 9º ano. Sabem o básico 55,9% dos alunos, enquanto 28,5% nem chegam a isso. Tem conhecimento adequado 14,9% e avançado, 1,6%.

Avanço no fundamental 1
O único cliclo em que houve evolução em todos os anos desde 2009 foi o dos primeiros anos do ensino fundamental. O Idesp dos alunos do 5º ano era de 3,86 em 2009, passou para 3,96 (2010), 4,24 (2011) e 4,28 (2012). Sabem o básico nesta etapa em português 33,6% dos alunos, e 33,5% tem conhecimentos considerados adequados, enquanto 14,8% tem nível avançado. O índice de quem está abaixo do básico é de 18,1%. Em matemática, tem nível avançado 9,7% dos alunos, adequado, 27,1%, básico, 35,4% e abaixo do básico, 27,9%.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas