USP se mantém entre as 70 universidades com melhor reputação no mundo

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Ranking do Times Higher Education que elege as 100 instituições com maior prestígio não tem mais nenhuma representante da América Latina

A Universidade de São Paulo manteve em 2013 a classificação obtida no ano passado no ranking das 100 instituições de ensino superior com melhor reputação do mundo. A única instituição latino-americana a aparecer na lista divulgada pela publicação britânica Times Higher Education está no grupo entre as 61ª e 70ª universidades mais prestigiadas.

Outro ranking: 12 universidades brasileiras estão entre as com mais impacto na web 

Marcos Santos/USP
Praça do Relógio, na Cidade Universitária da USP

"Nós queremos que a influência da USP em educação, ciência e tecnologia se compare ao desenvolvimento do poder que o País possui na economia global e no cenário político", disse o reitor da USP, João Grandino Rodas, à THE. Para Rodas, no entanto, a educação de massa de alta qualidade é ainda um dos principais gargalos para o desenvolvimento do Brasil. "A qualidade das escolas primárias e secundárias de todo o País continua a ser insatisfatória e a proporção de jovens brasileiros que entram no ensino superior é muito pequena em comparação com os números de países desenvolvidos."

No topo do ranking, aparecem pela terceira vez a Universidade de Harvard, dos EUA, seguida do também americano Instituto Tecnológico de Massachussetts (MIT) e da Universidade de Cambridge, do Reino Unido. A lista que leva em conta a reputação no meio acadêmico foi divulgada pela primeira vez em 2011, quando a USP não obteve classificação.

Entre as 100 primeiras instituições, 43 são americanas e nove inglesas. A USP aparece no mesmo grupo do King's College, de Londres (Inglaterra), da Universidade de Leiden (Holanda) e do Instituto de Tecnologia de Tóquio (Japão). E está à frente da Sorbonne, de Paris, e da Universidades de Pittsburgh (EUA).

Segundo o editor dos rankings da THE, Phil Baty, o levantamento da reputação das universidades é baseado em "julgamentos subjetivos de quem sabe da excelência no ensino e na pesquisa melhor que ninguém: são acadêmicos experientes, informados e envolvidos".

Esta edição contou com 16.639 respostas de acadêmicos de 144 países. A pesquisa foi realizada pela Thomson Reuters entre março e abril de 2012. A edição anterior foi respondida por 17.544 pessoas, e a primeira, por 13.388.

A Times Higher Education faz também um ranking geral das 200 melhores universidades do mundo, baseado em 13 indicadores, que vão de investimento à pesquisa, passando por publicações científicas, número de doutorados e de estudantes estrangeiros. Nesse ranking, a USP apareceu em 158º na última edição, divulgada em outubro de 2012.

*Com Agência Estado

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas