Escolas flutuantes em Bangladesh inovam em educação

Projeto premiado tem barcos movidos a energia solar e equipados com sala de aula, computadores e biblioteca; veja fotos

BBC |

BBC

Escolas flutuantes estão ajudando a garantir o ensino de mais de 1.657 crianças em Bangladesh.

A iniciativa foi desenvolvida pela ONG Shidhulai Swanirvar Sangstha e premiada na Cúpula Mundial de Inovação em Educação, em Doha, no Catar.

O projeto consiste em duas dezenas de barcos-escola movidos a energia solar e equipados com salas de aula, computadores e bibliotecas.

Os barcos navegam pelos rios que deságuam na Baía de Bengali e, no caminho, recebem crianças moradoras de localidades que na época das chuvas ficam isoladas.

Formado em arquitetura e engenharia, Mohammed Rezwan, diretor-executivo da Shidhulai Swanirvar Sangstha, afirma que, por causa da dificuldade de acesso à escola nesse período das cheias, as taxas de evasão escolar na região costumam ser altíssimas.

"Eu pensei: se as crianças não podem ir para a escola por falta de transporte adequado, então a escola deve ir até as crianças - de barco", contou Rezwan.

Algumas escolas flutuantes também oferecem cursos para adultos sobre temas como agricultura sustentável, direitos das mulheres, marketing, nutrição e adaptação às mudanças climáticas.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG