Universidade cria "sala da imaginação" para estimular criatividade de alunos

Espaço com lounge futurista, escadaria no formato de urso panda e sofá que vira cama gigante deve ser usada por mil alunos por dia

BBC |

BBC

Lounge futurista, escadaria no formato de urso panda, mesa de bilhar com obstáculos e sofá modular que vira uma cama gigante. Esses são alguns dos objetos que fazem parte do salão da imaginação (imagine lounge) montado pela Universidade de Bangcoc para estimular a criatividade dos estudantes. A área, que entrou em uso em agosto, é uma iniciativa pioneira nas universidades do país e deverá ser utilizada por mil alunos a cada dia.

No Brasil: Campus da Unila, projetado por Niemeyer, também será atração turística

A decoração de cores fortes e traços ousados custou cerca de 20 milhões de bahts, a moeda local (aproximadamente R$ 1,2 milhão). "O que queremos é dispor de um espaço multidisciplinar e multidimensional para estimular a mente. Com isso, estamos preparando nossos alunos para a sociedade criativa de hoje em dia", disse à BBC Brasil Petch Osathanugrah, diretor executivo e milionário herdeiro da instituição.

O lounge é uma área de estudos e diversão que estará aberta a todos os cerca de 20 mil alunos da universidade, mediante o pagamento de uma taxa de manutenção. O centro criativo será palco de atividades, workshops e debates entre estudantes, profissionais e professores.


Diversão
Além de contar com uma biblioteca de gibis e livros de arte, o espaço também oferece opções de lazer como uma minidiscoteca, uma área para concertos de bandas de garagem e até um cantinho para a prática de lutas marciais. "Nesse projeto redefinimos o que se espera de uma instalação educacional", avalia Pitupong Chaowakul, arquiteto do escritório Supermachine, responsável pelo design.

Avaliando o resultado, fica claro que "a universidade leva a diversão muito à sério", diz.

No térreo ficam os livros, o café e a área de leitura que se conectam ao mezanino por uma escada em formato de urso panda ou uma barra de escorregar, como aquelas utilizadas pelos bombeiros. No mezanino há, entre outras coisas, uma sala toda em rosa-choque dedicada à dança, com globo de espelhos e barra de pole dance.

"Por que não fazer uma pausa na leitura, ir dançar na barra de pole dance por uns cinco minutos e depois voltar? É saudável!", brinca Chaowakul. "Não queremos nada comum e chato. Para a criatividade crescer e florescer é preciso um ambiente propício" conclui Osathanugrah.

O salão da criatividade estará aberto à visitação pública em horário comercial e se localiza no prédio principal do campus de Rangsit, ao norte de Bangcoc. O prédio é uma criação em forma de diamante, vencedora de diversos prêmios de arquitetura na Ásia e destino obrigatório de pessoas interessadas em design.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG