Redes estaduais e municipais atendem a 41 milhões de alunos no Brasil

Houve queda de 3,9% no total de matrículas em relação a 2011. Rede estadual perdeu quase 1,5 milhão de alunos, segundo dados preliminares divulgados nesta quinta-feira pelo MEC

Priscilla Borges - iG Brasília |

As redes municipais e estaduais perderam, juntas, 1,6 milhão de alunos em um ano. Os dados preliminares do Censo Escolar 2012, divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Educação, mostram que a queda no número de matrículas nas escolas estaduais e municipais de educação básica foi de 3,9%. Em 2011, as duas redes tinham 42.796.890 estudantes. Em 2012, o total é de 41.183.103.

Censo 2011: Maioria das vagas abertas em creches no Brasil é particular

As informações agora precisam ser validadas por Estados e municípios. Os números de matrículas na rede federal de ensino e na rede particular só são divulgados depois, quando os dados finais estiverem prontos. Em 2011, a rede federal possuía 257.052 estudantes (0,5% do total de matrículas), um crescimento de 9% em relação a 2010. As matrículas na rede privada representavam 15,5% do total no ano passado, mais de 7,9 milhões de alunos.

Monica Alves
Número de estudantes nas redes municipais e estaduais diminuiu

A tendência de queda nas matrículas da educação básica tem sido observada pelo Ministério da Educação desde 2007. Segundo os técnicos, há uma “acomodação do sistema educacional”, a população brasileira amadureceu e há menos crianças em idade escolar no País. O decréscimo no número de estudantes ocorreu no ensino regular, especialmente na rede estadual. As escolas estaduais perderam 1.489.710 alunos.

Censo 2011:  Ensino médio deveria ter, pelo menos, mais 2 milhões de alunos

As redes municipais perderam apenas 124.077 estudantes. Na educação infantil, o atendimento das creches e pré-escolas municipais cresceu de 4.954.341 alunos para 5.103.227 só no ensino regular. As matrículas em turmas de ensino especial também aumentaram. Em 2011, havia 587 mil crianças e adolescentes matriculados em classes exclusivas ou turmas de inclusão. Em 2012, o número de atendimento subiu para 628 mil.

Leia também:  Maioria das vagas abertas em creches no Brasil é particular

Nas creches, onde está um dos grandes gargalos do atendimento no País, o número de matriculados subiu 9,5% em relação a 2011, quando 1.469.148 alunos foram atendidos. As redes municipais e estaduais atenderam 139.064 crianças a mais que o ano anterior. 

Queda nas matrículas do ensino básico

Nos últimos anos, o Brasil vem diminuindo o número de estudantes no ensino regular, em quase todas as etapas. Dados preliminares do Censo Escolar 2012 das escolas municipais e estaduais mostram que apenas a educação infantil cresceu

Gerando gráfico...
Inep/MEC


    Leia tudo sobre: educação básicacenso escolarInepMECcreches

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG