OAB divulga resultado final do 7º Exame de Ordem

Aprovação despenca 11 pontos percentuais e fica em 14,97%. Veja as 20 instituições públicas e particulares que tiveram os maiores índices

iG São Paulo | - Atualizada às

A Ordem dos Advogados do Brasil divulgou na noite desta terça-feira a lista final dos aprovados no 7º Exame de Ordem Unificado. Dos 109.649 candidatos que prestaram a prova para adquirir o registro que permite advogar, 16.419 foram aprovados, um percentual de 14,97%.

- Veja a lista final de aprovados no 7º Exame de Ordem Unificado

Conforme o iG havia apontado, o índice geral de aprovação despencou nesta edição. Com a aceitação de cerca de 2.600 recursos o índice fechou 11 pontos percentuais a menos em relação ao exame anterior, quanto 25,98% dos participantes na primeira fase foram aprovados. No 5º Exame de Ordem, 24,52% tinham sido aprovados.

De acordo com a OAB, dos 15.667 estudantes do nono e décimo semestres inscritos na prova, mais de 46% foram aprovados. A Ordem divulgou também os 20 melhores índices de aprovação no País de instituições públicas e particulares. A Universidade Federal de Viçosa e a Escola de Direito do Rio de Janeiro foram as instituições de ensino público e privado, respectivamente, que obtiveram os melhores desempenhos. Veja a lista:

Instituições de Ensino Superior públicas:

1. Fundação Universidade Federal de Viçosa (73,08%)
2. Universidade Federal do Rio Grande do Sul (70,67%)
3. Universidade Federal do Paraná (69,77%)
4. Universidade Federal de Sergipe (67,69%)
5. Universidade Federal de Santa Maria (65,38%)
6. Universidade Federal do Espírito Santo (60,87%)
7. Universidade Federal da Paraíba (60,71%)
8. Universidade Federal do Rio Grande do Norte (60,71%)
9. Universidade de Brasília (59,09%)
10. Universidade Federal de Goiás (59,02%)
11. Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho (58,70%)
12. Universidade Federal de Pelotas (57,75%)
13. Universidade de São Paulo (57,36%)
14. Universidade Federal de Juiz de Fora (57,14%)
15. Universidade Estadual de Maringá (56,57%)
16. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (56,10%)
17. Universidade Federal de Minas Gerais (56,04%)
18. Universidade Federal de Santa Catarina (55,56%)
19. Universidade Federal Fluminense (54,00%)
20. Universidade do Estado do Rio Janeiro (53,85%)


Instituições de Ensino Superior privadas:

1. Escola de Direito do Rio Janeiro – FGV (73,68%)
2. Faculdades Integradas de Vitória (53,23%)
3. Universidade Salvador (50,93%)
4. Escola de Direito de São Paulo (45,45%)
5. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (44,44%)
6. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (44,44%)
7. Faculdade de Direito Nilton Campos (42,42%)
8. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (40,41%)
9. Inst. de Ciências Jurídicas e Sociais Prof. Camilo Filho (38,81%)
10. Universidade Presbiteriana Mackenzie (36,48%)
11. Faculdade Baiana de Direito e Gestão (35,71%)
12. Centro Universitário Barriga Verde (34,78%)
13. Faculdades Integradas Machado de Assis (33,33%)
14. Universidade do Oeste de Santa Catarina (33,33%)
15. Inst. Superior de Ciências Humanas e Filosofia La Salle (32,65%)
16. Pont. Univ. Cat. de Minas – Campus Coração Eucarístico (32,49%)
17. Universidade Estácio de Sá – Nova Friburgo (32,47%)
18. Universidade do Oeste de Santa Catarina – Joaçaba (32,22%)
19. Universidade Cândido Mendes (32,14%)
20. Universidade Estácio de Sá – Campos dos Goytacazes (34,14%)

As inscrições para o 8º exame estão abertas e se encerram no próximo dia 16 de agosto. A prova objetiva (primeira fase) será realizada no dia 9 de setembro, com cinco horas de duração. Já a prova prático-profissional será aplicada no dia 21 de outubro, também com cinco horas de duração.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG