Alunos reclamam que instituição mudou sistema de recuperação e bloqueou matrículas

Desde segunda-feira, estudantes da Universidade Nove de Julho (Uninove) organizam protestos em frente ao câmpus Vergueiro, na Liberdade, centro de São Paulo, e aguardam serem recebidos pela reitoria. Os alunos reclamam de uma “reprovação em massa” neste semestre, após a instituição mudar o Programa de Recuperação de Aluno (PRA).

Segundo relatos de estudantes, a Uninove cancelou a possibilidade dos estudantes reprovados fazerem o PRA, que consiste em uma prova para recuperar a nota do semestre. Os estudantes reprovados terão agora que refazer o semestre da matéria na qual não alcançaram a média e estão com a matrícula bloqueada.

“Minha turma tinha duas salas com 140 estudantes, hoje tem apenas uma sala com 12”, conta Renata Lourenço Silveira Costa, 24 anos, aluna do curso de Direito da unidade da Vila Maria, na zona Norte. Ela conta que foi demitida, porque não teria como conciliar o estágio, as dependências e os estudos.

Andreia Pimenta, de 29 anos, aluna de Administração do câmpus Vergueiro, questiona a posição da universidade. “Ninguém se pronuncia, não dá uma posição, não atendem a gente. Estão nos fazendo de palhaços”, protesta a estudante. De acordo com os alunos, o problema acontece em todas as unidades da universidade.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Uninove, mas não obteve retorno. Assim que a instituição se manifestar, a resposta será acrescentada a esta matéria.

Estudantes protestam em frente à Uninove Vergueiro contra mudança no sistema de recuperação (7/8/2012)
AE
Estudantes protestam em frente à Uninove Vergueiro contra mudança no sistema de recuperação (7/8/2012)


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.