Professores da UFRJ decidem manter greve

Associação de docentes não aceitou proposta do governo federal

iG Rio de Janeiro | - Atualizada às

Reunidos em assembleia nesta sexta-feira (20), os professores da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) decidiram recusar a proposta do governo federal e decidiram manter a greve.

Opinião: Greve nas federais é resultado da expansão das universidades

Os docentes ainda aprovaram alguns pontos a serem encaminhados ao Comando Nacional de Greve para constituir uma contraproposta a ser apresentada ao Ministério do Planejamento em reunião a ser realizada na próxima segunda.

"Nossa pauta envolve como ponto central a carreira de docentes. Queremos que isso também seja incluído na negociação", afirma o presidente da Associação de Docentes da UFRJ, Mauro Iasi.

De acordo com o dirigente, a proposta do governo mascara os índices de diversas formas, incluindo o aumento de 4% dado em março deste ano e não leva em conta a inflação.

"O reajuste divulgado funciona apenas como estratégia de marketing. A média nominal do aumento é de 20%. Se considerarmos a inflação, será 10%", disse.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG