Sindicato orientou funcionários em greve a não realizar o cadastro de novos alunos. Reitoria da UFC afirma que vagas estão garantidas e aguarda resolução do impasse

A Universidade Federal do Ceará (UFC) decidiu suspender as matrículas dos estudantes aprovados para o segundo semestre por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que deveriam ter sido iniciadas nesta sexta-feira  (29). Os servidores técnico-administrativos da UFC atenderam à orientação nacional do comando de greve da Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (Fasubra) de não realizar as matrículas. Funcionários e professores das universidades federais estão em greve .

“A Pró-Reitoria de Graduação constatou a impossibilidade de realização da matrícula no Campus do Pici, as 8h30 da manhã desta sexta-feira, dia 29 de junho. Diante disso, resolveu suspender o processo de matrícula, até que seja possível fazê-lo com tranquilidade e segurança para os candidatos”, afirma em nota o professor Custódio Luís Silva de Almeida, pró-reitor de graduação.

Segundo a UFC, os estudantes aprovados na primeira chamada devem ficar tranquilos, pois terão as vagas garantidas e a matrícula “deverá ocorrer assim que o impasse for resolvido pelo Ministério da Educação”. O site www.prograd.ufc.br/sisu será atualizado com novas orientações aos estudantes.

Paralisação nacional

A coordenadora-geral da Fasubra, Janine Teixeira, afirma que o sindicato aprovou a medida de não realizar as matrículas como uma "radicalização" para forçar o governo a negociar. "Não estamos fazendo as matrículas e não vamos fazer. A perspectiva de reajuste do governo é para 2015. A inflação está aí, o custo de vida subindo e nós estamos há dois anos com o salário congelado", diz.

O processo seletivo pelo Sisu inclui 23.379 vagas em 21 universidades federais. De acordo com a Fasubra, todas as unidades suspenderam as matrículas. Os funcionários dos institutos federais, que oferecem cursos educação básica, profissionalizante e ensino superior, também estão em greve e receberam a mesma orientação do SINASEFE. São 6.343 vagas em 27 institutos federais.

Prevendo problemas com a greve dos funcionários, o MEC já havia alterado o calendário do Sisu , aumentando o período de matrículas de dois para sete dias úteis. Os aprovados na primeira chamada têm até o dia 9 de julho para se matricular. No dia 13 de julho está prevista a divulgação da segunda chamada.

Fachada da Reitoria da UFC. Universidade suspendeu as matrículas do Sisu por causa da greve de funcionários
Divulgação
Fachada da Reitoria da UFC. Universidade suspendeu as matrículas do Sisu por causa da greve de funcionários

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.