UFMG adere à greve dos professores federais

Docentes de 55 instituições de ensino superior pararam as atividades. Funcionários administrativos também estão em greve

Denise Motta - iG Minas Gerais | - Atualizada às

Aproximadamente 300 professores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) votaram pela greve em assembleia realizada na manhã desta terça-feira (19). A entidade que lidera a paralisação, o Sindicato dos Professores de Universidades Federais de Belo Horizonte e Montes Claros, informou ao iG que as principais reivindicações são reajuste salarial e melhoria nas condições de trabalho.

A UFMG é a 55ª das 99 instituições federais de ensino superior a aderir à greve nacional, que completa 32 dias (veja lista completa abaixo). Há paralisação de professores em 50 das 59 universidades federais. Nesta terça-feira, governo e sindicatos tinham uma reunião marcada, mas o Ministério do Planejamento cancelou a negociação , por falta de tempo para elaborar uma proposta para o plano de carreira dos docentes.

A assessoria de imprensa da UFMG informou que a pauta de reivindicações é nacional e que não houve alteração na rotina da universidade. Até o final do dia, UFMG e o sindicato devem divulgar um balanço sobre o primeiro dia de greve. Nenhuma das duas entidades informaram estimativas da greve. A UFMG já estava sofrendo com a greve de servidores e por causa dela foi obrigada a adiar a matrícula de novatos .

Calouro de História, Guilherme Henrique Magalhães, 19 anos, foi surpreendido pela notícia e não conseguiu se matricular na semana passada. “Eles divulgaram no final da manhã e como eu trabalho não tive como saber antes. Uma amiga me avisou por telefone quando eu estava na porta da UFMG”, diz ele, que ainda não tem previsão para se inscrever na universidade. “Sou a favor da greve, pela melhoria para os professores, mas infelizmente ela prejudica todo mundo, os calouros e veteranos.”

Veja imagens da greve :

Veja a lista completa de instituições que aderiram à greve de professores :

1. Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
2. Universidade Federal de Roraima (UFRR)
3. Universidade Federal Rural do Amazonas (UFRA)
4. Universidade Federal do Pará (UFPA)
5. Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa)
6. Universidade Federal do Amapá (Unifap)
7. Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
8. Universidade Federal do Piauí (UFPI)
9. Universidade Federal do Semi-Árido (Mossoró) (Ufersa)
10. Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
11. Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
12. Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
13. Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
14. Universidade Federal de Sergipe (UFS)
15. Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
16. Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
17. Universidade Federal de Viçosa (UFV)
18. Universidade Federal de Lavras (UFLA)
19. Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop)
20. Universidade Federal de São João Del Rey (UFSJ)
21. Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
22. Universidade Federal do Paraná (UFPR)
23. Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
24. Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT)
25. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
26. Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha Mucuri (UFVJM)
27. Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
28. Instituto Federal do Piauí
29. Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
30. Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
31. Universidade do Vale do São Francisco (Juazeiro) (Univasf)
32. Universidade Federal de Goiás (Catalão e Jataí) (UFG)
33. Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
34. Universidade Federal do Acre (UFAC)
35. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
36. Universidade Federal do Rondônia (Unir)
37. Universidade de Brasília (UnB)
38. Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
39. Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
40. Universidade Federal de Alfenas (Unifal)
41. Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
42. Universidade Federal Fluminense (UFF)
43. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
44. Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais
45. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
46. Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
47. Universidade Federal do Tocantins (UFT)
48. Universidade Federal da Bahia (UFBA)
49. Universidade de Integração Latino Americana (Unila)
50. Universidade Federal do ABC (UFABC)
51. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefef-RJ)
52. Universidade Federal do Ceará (UFC)
53. Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) – Três Lagoas
54. Instituto Federal de Minas Gerais (Formiga)
55. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) 

Fonte: Sindicato Nacional dos Docentes de Ensino Superior (Andes-SN), balanço de 19/6

    Leia tudo sobre: greve nas federaisgreve de professoresUFMG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG