OAB anula quatro questões do 7º Exame de Ordem Unificado

Anúncio foi feito nesta terça-feira pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Ophir Cavalcante. Três foram consideradas idênticas a de exames anteriores

iG Brasília | - Atualizada às

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) anulou quatro questões da prova objetiva do 7º Exame de Ordem Unificado, aplicado a 111.909 candidatos no dia 27 de maio. O anúncio foi feito pelo presidente da entidade, Ophir Cavalcante.

Leia tambémConfira o ranking de faculdades por aprovação no 6º exame da OAB

De acordo com Cavalcante, três questões “foram consideradas idênticas a de exames anteriores” e, por isso, foram anuladas. Já a questão 65 (da prova de Direito Penal – tipo 1) foi anulada porque teve o gabarito divulgado de forma equivocada. A resposta correta seria letra “B” e “A”.

A lista dos aprovados, após os recursos, será divulgada “nas próximas horas” no site da OAB. Quem for aprovado terá que fazer a prova prático-profissional aplicada no dia 8 de julho. A aprovação na prova realizada em duas etapas e aplicada pela Fundação Getúlio Vargas é exigida para a realização da carteira profissional concedida pela Ordem.

Veja também: OAB inclui Filosofia do Direito em Exame de Ordem a partir de 2013

A prova prático-profissional, em 8 de julho, terá quatro questões práticas sob a forma de situações-problema, valendo, no máximo, 1,25 ponto cada e mais uma peça profissional valendo cinco pontos sobre tema da área jurídica de opção do examinando (Direito Administrativo; Direito Civil; Direito Constitucional; Direito do Trabalho; Direito Empresarial; Direito Penal; ou Direito Tributário).

No último Exame de Ordem, 25,41% dos inscritos foram aprovados ao final do processo, 25.912 candidatos, um recorde desde a unificação da avaliação .

    Leia tudo sobre: OABExame de OrdemExame da OAB

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG