Reunião entre governo e sindicato de professores federais é cancelada

Greve já dura mais de um mês e atinge 54 instituições de ensino superior. Paralisação pode atrapalhar calendário do Sisu

iG São Paulo | - Atualizada às

A reunião entre o Ministério do Planejamento e o sindicato dos professores das universidades federais marcada para amanhã foi cancelada nesta segunda-feira, segundo informações da Andes. A diretoria recebeu uma ligação cancelando a negociação, mas ainda não foi comunicada oficialmente. O governo havia se comprometido a apresentar uma proposta para o plano de carreira dos docentes.

A greve dos professores de universidade e institutos de educação superior completou um mês no último domingo e atinge 54 instituições federais ( veja lista completa abaixo ). Funcionários também declararam greve na semana passada, o que pode atrapalhar o cronograma do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), pois eles são responsáveis por realizar a matrícula. Na Universidade Federal de Minas (UFMG), o registro de 2.800 calouros  no segundo semestre foi adiado pela greve.

O sistema abriu inscrições nesta segunda-feira , que vão até a próxima sexta-feira (22). O resultado dos aprovados em primeira chamada será divulgado na segunda-feira (25), e os estudantes terão entre os dias 29 de junho e 2 de julho para efetuar a matrícula. Após este período, o Sisu fará uma nova abertura de vagas remanescentes, e os convocados serão chamados dia 6 de julho.

Nesta segunda-feira, professores e funcionários de escolas federais também entraram em greve. A categoria reivindica, entre outros pontos, a reestruturação das carreiras técnicas e dos docentes, a democratização das relações de trabalho e a aprovação da carga horária de 30 horas para os técnicos administrativos.

Veja imagens da greve :

Veja a lista completa de instituições que aderiram à greve de professores :

1. Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
2. Universidade Federal de Roraima (UFRR)
3. Universidade Federal Rural do Amazonas (UFRA)
4. Universidade Federal do Pará (UFPA)
5. Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa)
6. Universidade Federal do Amapá (Unifap)
7. Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
8. Universidade Federal do Piauí (UFPI)
9. Universidade Federal do Semi-Árido (Mossoró) (Ufersa)
10. Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
11. Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
12. Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
13. Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
14. Universidade Federal de Sergipe (UFS)
15. Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
16. Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
17. Universidade Federal de Viçosa (UFV)
18. Universidade Federal de Lavras (UFLA)
19. Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop)
20. Universidade Federal de São João Del Rey (UFSJ)
21. Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
22. Universidade Federal do Paraná (UFPR)
23. Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
24. Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT)
25. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
26. Universidade Federal dos Vales Jequitinhonha Mucuri (UFVJM)
27. Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
28. Instituto Federal do Piauí
29. Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
30. Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)
31. Universidade do Vale do São Francisco (Juazeiro) (Univasf)
32. Universidade Federal de Goiás (Catalão e Jataí) (UFG)
33. Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
34. Universidade Federal do Acre (UFAC)
35. Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio)
36. Universidade Federal do Rondônia (Unir)
37. Universidade de Brasília (UnB)
38. Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
39. Universidade Federal do Pampa (Unipampa)
40. Universidade Federal de Alfenas (Unifal)
41. Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
42. Universidade Federal Fluminense (UFF)
43. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
44. Instituto Federal do Sudeste de Minas Gerais
45. Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
46. Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD)
47. Universidade Federal do Tocantins (UFT)
48. Universidade Federal da Bahia (UFBA)
49. Universidade de Integração Latino Americana (Unila)
50. Universidade Federal do ABC (UFABC)
51. Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefef-RJ)
52. Universidade Federal do Ceará (UFC)
53. Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) – Três Lagoas
54. Instituto Federal de Minas Gerais (Formiga)  

Fonte: Sindicato Nacional dos Docentes de Ensino Superior (Andes-SN), balanço de 15/6

    Leia tudo sobre: greve nas federaisprofessores em greveSisu

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG