Do sonho à realidade: jovem ganha dois intercâmbios em um ano

Antes de participar de programa nos EUA, Matheus nunca havia andado de avião. Em julho, fará o 2º curso de inglês no país

Priscilla Borges, iG Brasília |

Na casa de Matheus Rafael Passos Dias, de 17 anos, estudo sempre foi prioridade. Os pais, um trabalhador de loja de materiais de construção e uma dona-de-casa, deram duro para conseguir boas escolas para ele e suas duas irmãs mais velhas. Os filhos obtiveram bolsas de estudo na Escola de Educação Básica e Profissional, mantida pela Fundação Bradesco em Ceilândia, cidade-satélite de Brasília.

Alan Sampaio
Matheus nunca havia andado de avião até participar do intercâmbio promovido pela Embaixada dos Estados Unidos

A pedido do próprio Matheus, desde que ele tinha 11 anos, os pais apertaram as contas mensais para bancar um cursinho de inglês extracurricular. “Não é fácil, mas eles perceberam que cursos extras eram importantes e já estou tendo o retorno disso. Não achei que seria tão cedo”, admite o jovem que, no ano passado, foi selecionado para participar de um curso de inglês nos Estados Unidos.

O programa é uma parceria da Embaixada dos EUA, Bradesco, Instituto de Liderança do Rio de Janeiro (IL-Rio) e as escolas americanas Cushing Academy, Phillips Exeter Academy, Andover Phillips Academy e Culver Academy. Estudantes da Fundação Bradesco ganham bolsas integrais para cursos de inglês de curta duração (de verão) nos Estados Unidos. Matheus foi o único aluno de sua escola a participar.

Participe: Inscrições para Jovens Embaixadores estão abertas

Até o ano passado, quando ficou por três semanas no estado de Indiana, Matheus nunca havia andado de avião. Depois das 11 horas de viagem, ele garante que ficou pronto para outras. “Meus pais contam que sentiram um aperto quando me colocaram lá dentro. Mas a experiência me fez bem. Nunca tinha ficado tanto tempo fora de casa, foi a primeira vez que andei de avião. Cresci como pessoa”, conta.

Antes de ser selecionado, Matheus precisou cumprir diversos requisitos. Primeiro, foi ter tido a sorte de sua escola ser escolhida, entre outras mantidas pela Fundação, para indicar um aluno. Depois, só pode se candidatar porque havia estudado lá desde os seis anos de idade, sempre com boas notas. Cumpridos os requisitos, provou que merecia a vaga com uma redação escrita em inglês e uma entrevista feita pela embaixada, também em inglês.

“Eu tinha vontade de fazer um intercâmbio, tinha o sonho de viajar, treinar meu inglês, adquirir conhecimento. A experiência foi muito boa, conheci muitas pessoas, alunos de vários países diferentes, de culturas diferentes, que a gente convive e aprende a respeitar. Fiquei 45 dias lá, perdi duas semanas de aulas, cheguei à véspera das provas, mas valeu a pena”, conta.

Alan Sampaio
Matheus ganhou a segunda bolsa de estudos nos EUA em um ano: "Me sinto realizado"
Repeteco

A experiência deu tão certo que Matheus vai repetir a dose. Dessa vez, a própria escola de Indiana, a Culver Academy, convidou o jovem para voltar. No começo do ano, o brasiliense recebeu vários formulários do colégio e ficou sem compreender o que estava acontecendo. Só entendeu que havia ganhado mais uma oportunidade de estudos depois de conversar com os funcionários da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília.

Dentro do Brasil: Há bolsas para universitários

“A escola me ofereceu mais 45 dias de estudo. É legal, porque nós podemos aprender a velejar, patinar no gelo, praticar esportes, além de cursar matérias acadêmicas. Dessa vez, eles davam só a bolsa. Mas como eu não tinha condições de bancar as passagens aéreas, a Embaixada vai me dar”, conta, animado. Matheus viaja para Indiana no final de junho.

Ele admite que custa a acreditar na chance que teve. “Fiquei muito feliz. Lá parece uma coisa de outro mundo, que eu estou dentro de um filme”, brinca. O jovem que está terminando o ensino médio ainda não decidiu qual curso vai tentar no vestibular. Mas tem a certeza de que o intercâmbio o ajudará em qualquer emprego no futuro. “Estou realizado”, diz.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG