Ministério concede bolsas para residência em Veterinária

Pela primeira vez, área é incluída no pagamento de bolsas do Ministério da Educação. Serão oferecidas 169 vagas em federais

iG Brasília |

O Ministério da Educação vai financiar, pela primeira vez, bolsas de estudo para residentes em Medicina Veterinária . Serão oferecidas 169 bolsas em programas de residência em universidades federais ainda este ano. O valor será o mesmo pago a qualquer residente em áreas de saúde: R$ 2.384,82.

A concessão das bolsas faz parte da ampliação do programa em residências multiprofissionais (que inclui Biomedicina, Ciências Biológicas, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional), que seguem orientações do Sistema Único de Saúde (SUS).

A medida tem o intuito de valorizar a carreira do médico veterinário para o sistema de saúde, de acordo com o Ministério da Educação, importante para o controle de zoonoses e qualidade de alimentos de origem animal, por exemplo.

Leia também: Residência é o segundo vestibular de quem escolhe Medicina

Os programas de residência na área foram autorizados e reconhecidos em junho de 2005 e são coordenados pela Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde. Eles devem ter duração mínima de dois anos com carga horária semanal de 60 horas.

Regras

As instituições interessadas em oferecer Programa de Residência Multiprofissional e em Área Profissional da Saúde devem criar uma Comissão de Residência Multiprofissional (Coremu). As propostas dos programas devem ser aprovadas e cadastradas no Sistema de Informação da Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (SisCNRMS). Todos precisam ser autorizados e reconhecidos pela comissão.

Veja também: Futuro médico terá bônus na residência se atuar na rede pública

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG