20 universidades federais têm 53 obras paradas

Levantamento do MEC aponta problemas na expansão das universidades. Programa tem mais de 3,6 mil obras

iG São Paulo |

A expansão das universidades federais encontra problemas em 20 instituições. Segundo levantamento do próprio Ministério da Educação (MEC) 53 obras estão paradas. A pasta afirma que em todos os casos, a paralisação deve-se a problemas com "a empresa responsável".

“Em todas essas situações a empresa abandonou o canteiro de obras ou demonstrou incapacidade operacional da empresa vencedora da licitação, levando a rescisão contratual”, afirma o MEC em nota publicada em seu portal neste domingo. O atraso nas obras foi tema de reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, deste domingo.

O MEC destaca que coordena juntamente com as reitorias das universidades federais 3.608 obras; 1.697 estão concluídas, 998 em execução e as demais em fase de planejamento, licitação ou outros procedimentos administrativos.

Desde 2003, as universidades e instituições federais passam por um processo de expansão, que começou com o Programa de Expansão e continuou em 2007 com o Programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). O número de vagas dobrou: eram 109,2 mil em 2003 e são 235,6 mil em 2011.

Entre as obras já entregues estão 368 laboratórios, 383 salas de aula, 82 bibliotecas, 51 restaurantes universitários, 53 instalações de moradias estudantis, além de novas instalações administrativas, áreas de vivência, de circulação e infraestrutura viária e de urbanização.

Contabilizando as obras em andamento, são 3,5 milhões de metros quadrados de novas instalações nas instituições.

    Leia tudo sobre: MECuniversidades federais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG