Dilma vai de Vanderlan para impedir vitória de Marconi

Presidenciável petista subirá em palanque de republicano em cidade do Entorno de Brasília

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

 Na tentativa de impedir que o adversário Marconi Perillo vença a eleição para governador já no primeiro turno, a presidenciável Dilma Roussef (PT) deverá subir no palanque do candidato Vanderlan Cardoso (PR) nos próximos dias.

O palco do encontro será, mais uma vez, uma cidade ainda não definida do Entorno de Brasília. A região compreende cidades goianas onde o tucano já deixou os concorrentes pra trás na corrida pelo Palácio das Esmeraldas.

Ex-governador do Estado, Perillo mantém firme a liderança para governador, com 47,3% das intenções de voto, segundo a pesquisa Grupo/Rádio 730 divulgada ontem, 16 pontos à frente do segundo colocado, Iris Rezende, que aparece com 31%.

“Não tem por que Dilma vir a Goiânia. Ela já tem votos aqui, o Vanderlan também tem bons índices em Goiânia. Temos que trabalhar na região que mais têm problemas”, afirmou o presidente do PR, deputado Sandro Mabel.

Dilma se beneficia do fato de estar à frente nas pesquisas de intenção de voto em Goiás, ela tem 51,7%, enquanto José Serra (PSDB) tem 27,5%.

Mabel afirmou ainda que trabalha com a perspectiva de realizar a atividade nas duas próximas semanas, e mais uma vez ao lado de Agnelo Queiroz (PT). “Só não será em Valparaíso”.

“A aliança entre Agnelo e Iris não existe. Eles só estiveram juntos porque o Agnelo é do PT e o Iris está coligado com os petistas. Mas somos nós que somos parceiros do Agnelo”.

Mabel ainda afirma que o comício da sexta-feira passada (3) previa a presença de Vanderlan, mas o PMDB decidiu barrar a coligação.

Perguntado se o PMDB não irá querer estar presente no próximo comício. Mabel sentenciou: “Não. Serão dois palanques diferentes. Pelo menos foi o acordo”, concluiu.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG