Dilma diz que Brasil pode ser 5ª maior economia mundial

A ex-ministra e pré-candidata do PT às eleições presidenciais, Dilma Rousseff, enalteceu as conquistas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na área do trabalho em seu discurso durante a comemoração do Dia do Trabalho, organizada pela Força Sindical e pela Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), em São Paulo.Segundo Dilma, o Brasil tem potencial para se tornar a quinta maior economia do mundo ao final desta década, mas para isso precisa investir na qualidade de vida da população, sobretudo em educação.

iG São Paulo |

A ex-ministra e pré-candidata do PT às eleições presidenciais, Dilma Rousseff, enalteceu as conquistas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva na área do trabalho em seu discurso durante a comemoração do Dia do Trabalho, organizada pela Força Sindical e pela Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), em São Paulo.

Segundo Dilma, o Brasil tem potencial para se tornar a quinta maior economia do mundo ao final desta década, mas para isso precisa investir na qualidade de vida da população, sobretudo em educação. "O que virá para a frente será muito maior. Teremos Copa e Olimpíadas. Vamos ter mais riqueza, mais salário e mais trabalho", afirmou Dilma.

"Hoje, muitos países do mundo lutam contra o desemprego causado pela crise. O Brasil é um dos poucos que comemoram recorde sobre recorde de empregos", disse a pré-candidata do PT.

Dilma lembrou que foram gerados 12,4 milhões de empregos com carteira assinada durante os sete anos de gestão Lula e que até o fim deste ano outros dois milhões serão criados. "Com isso, 24 milhões de brasileiros saíram da miséria e outros 31 milhões ascenderam à classe média", destacou.

A pré-candidata também criticou os que diziam que a elevação do mínimo acima dos níveis inflacionários provocaria alta nos preços. "Provamos que o reajuste não gera inflação", afirmou.

Dilma encerrou discurso dizendo que o Brasil hoje é respeitado internacionalmente e está de cabeça erguida porque não deve a ninguém.

Lula e Dilma são esperados em outros três eventos sindicais neste sábado.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG