Itamaraty: brasileiros passam bem após acidente na Colômbia

Queda de avião na ilha de San Andrés matou uma pessoa e deixou 124 feridos

iG São Paulo |

Quatro brasileiros estavam entre as 131 pessoas a bordo do avião que sofreu um acidente nesta segunda-feira na ilha de San Andrés, na Colômbia, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores. A queda da aeronave matou uma pessoa e deixou 124 feridos.

O Itamaraty não identificou os brasileiros, mas informou que se tratam de dois homens e duas mulheres. Todos foram levados à Clínica Villareal, em San Andrés, mas apenas um segue internado, também já fora de perigo.

Reuters
Destroços de avião de passageiros são vistos em pista de aeroporto da ilha de San Andrés, da Colômbia

O acidente ocorreu após o avião ser atingido por um raio. Ao chocar-se com a pista na aterrissagem, o avião, que vinha da capital colombiana, Bogotá, perdeu os motores e se partiu ao meio, segundo a Aeronáutica Civil. A única vítima fatal foi a passageira Amar Fernandéz de Barreto, de 73 anos, que sofreu um infarto momentos depois do acidente.

A lista de passageiros inclui seis americanos, cinco franceses, quatro costarriquenhos e dois alemães, disse o coronel Hector Carrascal, diretor de serviços de navegação na Autoridade de Aviação Civil da Colômbia. Pelo menos cinco passageiros do avião ficaram gravemente feridos no acidente. Seis pessoas escaparam ilesas, entre elas um bebê de 18 meses.

Pedro Gallardo, governador da ilha de San Andrés, classificou o desfecho do incidente de milagre. "Damos graças ao Todo Poderoso pelo milagre que concedeu a esse belo arquipélago", comentou. "O comandante, o copiloto e toda a tripulação, graças a Deus, estão a salvo. Estamos na clínica onde um grande número de passageiros foi tratado, todos, absolutamente todos estão fora de perigo, mas com ferimentos em diversos graus", contou o governador à Rádio Caracol.

O Boeing 737-700 da companhia aérea Aires sofreu o acidente quando aterrissava à 1h49 local (3h49 no horário de Brasília) no aeroporto Gustavo Rojas Pinilla em meio a uma forte tormenta, segundo informações do coronel Gustavo Barrero Barrero, comandante do Grupo Aéreo do Caribe da Fuerza Aérea Colombiana (FAC), citado pelo jornal colombiano "El Tiempo". "A habilidade do piloto evitou que o avião colidisse com o aeroporto", disse Barrero.

O piloto do avião, capitão Wilson Gutiérrez, confirmou que, quando faltavam 80 metros para chegar à cabeceira da pista, a aeronave foi atingida por raio. O aeroporto suspendeu suas operações. Por enquanto, estão suspensas todas as decolagens e chegadas no aeroporto de San Andrés, um dos principais pontos  turísticos do Caribe colombiano.

Arte/iG
Avião que vinha de Bogotá caiu durante o pouso na ilha caribenha de San Andrés

"Até que começou a descer íamos bem. Depois não posso dizer, porque recebemos o golpe", contou à rádio Caracol Heriberto Rúa, um dos passageiros que sobreviveu ao acidente, juntamente com a esposa e os cinco filhos, todos com ferimentos leves.

Várias testemunhas citadas pelo "El Tiempo" dizem que, no momento do pouso, ocorria um fenômeno de tormentas elétricas, o que teria originado o raio que deixou a aeronave partida em três sobre a pista do terminal aéreo.

Um patrulheiro da Polícia Nacional diz ter ouvido um estrondo na altura da cabeceira da pista e logo depois viu o impacto do raio no avião. Entretanto, as autoridades preferem aguardar os resultados da investigação para oferecer um relatório oficial. A queda será agora investigada por uma comissão formada por autoridades aeronáuticas civis e a Força Aérea colombiana.

Com AP, EFE e BBC

    Leia tudo sobre: colômbiaaviãoacidente

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG