Corpos das 43 vítimas de acidente aéreo na Rússia já foram resgatados

Os médicos tentam salvar os dois únicos sobreviventes do acidente

EFE |

As equipes de resgate recuperaram os corpos das 43 vítimas fatais do acidente sofrido nesta quarta-feira por um avião de passageiros russo Yak-42 na região de Yaroslavl, ao norte de Moscou, informou o Ministério da Rússia para Situações de Emergência.

Os trabalhos de resgate, afirma um comunicado dessa pasta, não foram interrompidos durante a noite e as equipes de mergulhadores realizaram 30 imersões no rio Volga, onde caiu parte da fuselagem da aeronave.

Enquanto isso, os médicos lutam para salvar a vida dos dois únicos sobreviventes do acidente, o jogador de hóquei Aleksandr Galímov e Aleksandr Sizov, um oito tripulantes do Yak-42.

O avião, em que viajavam 37 integrantes da equipe de hóquei no gelo Lokomotiv Yaroslavl, caiu por causas ainda não esclarecidas momentos após decolar do aeroporto de Yaroslav, cidade 250 quilômetros ao norte de Moscou.

No Lokomotiv Yaroslavl, três vezes campeão da Rússia (1997, 2002 e 2003), jogam vários atletas estrangeiros, da Suécia, Polônia, Ucrânia, República Tcheca, Alemanha, 11 dos quais morreram no acidente.

Logo após o acidente, a agência de aviação civil russa indicou que o avião não conseguiu tomar a altura necessária depois da decolagem e se chocou com uma antena próxima à pista.

A aeronave, pertencente à companhia Yak-Service e em serviço desde 1993, tinha como destino o aeroporto de Minsk, capital de Belarus. A Procuradoria-Geral da Rússia ordenou a abertura de uma investigação tanto voltada à companhia aérea que explorava o avião como aos serviços aeroportuários, a fim de estabelecer as responsabilidades pelo acidente.

Já o Comitê de Instrução da Rússia indicou que as investigações se centram em duas hipóteses: uma imperfeição mecânica do avião e um erro dos pilotos.

    Leia tudo sobre: RÚSSIA ACIDENTE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG