Avião com 22 pessoas cai no sul da Argentina

Entre as vítimas estão uma criança e três tripulantes; de acordo com relatos, avião pode ter sofrido congelamento durante voo

iG São Paulo |

Um pequeno avião da empresa aérea argentina Sol caiu na noite de quarta-feira na Província de Río Negro, na região da Patagônia (sul do país), matando todas as 22 pessoas a bordo, disseram a companhia e as autoridades locais.

"É uma situação muito complicada, muito dolorosa. Não há sobreviventes", disse Mabel Yahuar, prefeita da localidade de Los Menucos, na Província de Río Negro, cerca de 25 quilômetros de onde foram encontrados os destroços do avião.

A aeronave Saab 340 viajava entre as cidades de Neuquén e Comodoro Rivadavia quando desapareceu dos radares após emitir um alerta de que passava por dificuldades.

Ismael Ali, diretor do hospital de Los Menucos, também confirmou que não foram encontrados sobreviventes entre os 22 ocupantes do voo. A autoridade médica disse à emissora "C5N" que tudo o que sobrou do avião "foram pedaços carbonizados".

Bola de fogo

De acordo com relatos divulgados pela mídia argentina, o avião pode ter sofrido com congelamento durante o voo. Um comunicado da companhia aérea, porém, afirmou que não há até agora nenhuma indicação sobre o que causou o acidente.

A empresa disse ter recebido uma comunicação de emergência do avião por volta das 21h (mesmo horário de Brasília), quando a aeronave estava na metade de seu trajeto previsto. A prefeita de Los Menucos, afirmou à mídia argentina que um homem havia visto uma bola de fogo no céu e alertou as autoridades.

Segundo ela, o local da queda é de difícil acesso, principalmente no escuro. “Não há sinal de telefone celular na região. É um local desabitado e muito frio”, disse.

Em comunicado, a empresa informou  que o voo 5428, que cobria a rota entre as cidades de Córdoba, Mendoza, Neuquén e Comodoro Rivadavia, decolou de Neuquén às 20h08 para cumprir o último trecho da viagem com destino a Comodoro Rivadavia. Às 20h50, houve o último contato com a aeronave, que se declarou em emergência.

De acordo com o comunicado, a aeronave partiu com 18 passageiros adultos, um menor de idade, dois pilotos e uma aeromoça.

A Sol disse que a viagem de Neuquén para Comodoro Rivadavia deveria levar uma 1 hora e 50 minutos e que o avião tinha combustível suficiente para três horas e meia de voo. Um porta-voz do governo de Río Negro disse a uma emissora local que a aeronave enviara três avisos de emergência porque uma de suas asas teria congelado.

O avião caiu perto da localidade de Los Menucos (1.387 quilômetros ao sudoeste de Buenos Aires), nas imediações de uma região denominada Prahuaniyeu, em pleno planalto da província de Río Negro.

*Com EFE e BBC

    Leia tudo sobre: desastres aéreosaviãoacidenteargentina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG