Acidente de avião deixa um morto na Colômbia

Supostamente atingido por raio durante pouso, avião partiu-se em três com 131 pessoas a bordo, sendo quatro brasileiros

iG São Paulo |

Uma passageira morreu quando um avião caiu após ser supostamente atingido por um raio ao pousar no início da manhã desta segunda-feira na ilha caribenha de San Andrés, no norte da Colômbia. Ao chocar-se com a pista na aterrissagem, o avião, que vinha da capital colombiana, Bogotá, perdeu os motores e se partiu em três, segundo a Aeronáutica Civil.

Reuters
Destroços de avião de passageiros da Colômbia são vistos em pista de aeroporto da ilha de San Andrés, na Colômbia

A lista de passageiros inclui seis americanos, cinco franceses, quatro costarriquenhos e dois alemães, disse o coronel Hector Carrascal, diretor de serviços de navegação na Autoridade de Aviação Civil da Colômbia. Contatado pelo iG , o Itamaraty confirmou que quatro brasileiros estavam no avião no momento do acidente. Deles, apenas Caroline Gonçalves, que está grávida de cinco meses, continua hospitalizada em observação na clínica Villa Real .

De acordo com operações médidas, Amar Fernandéz de Barreto, de 73 anos , morreu ao sofrer um infarto momentos depois do acidente. Segundo lista oficial divulgada pela companhia aérea Aires, havia 125 passageiros e seis tripulantes na aeronave. Do total de 131 pessoas a bordo, 124 ficaram feridas e seis escaparam ilesas, de acordo com polícia nacional, citada pela rede de TV CNN. Entre as pessoas que escaparam sem precisar de atendimento médico está um bebê de 18 meses.

Pelo menos cinco passageiros do avião ficaram gravemente feridos no acidente. Pedro Gallardo, governador da ilha de San Andrés, classificou o desfecho do incidente de milagre.

"Damos graças ao Todo Poderoso pelo milagre que concedeu a esse belo arquipélago", comentou.

"O comandante, o copiloto e toda a tripulação, graças a Deus, estão a salvo. Estamos na clínica onde um grande número de passageiros foi tratado, todos, absolutamente todos estão fora de perigo, mas com ferimentos em diversos graus", contou o governador à Rádio Caracol.

O Boeing 737-700 da companhia aérea Aires sofreu o acidente quando aterrissava à 1h49 local (3h49 no horário de Brasília) no aeroporto Gustavo Rojas Pinilla em meio a uma forte tormenta, segundo informações do coronel Gustavo Barrero Barrero, comandante do Grupo Aéreo do Caribe da Fuerza Aérea Colombiana (FAC), citado pelo jornal colombiano El Tiempo.

AP
Avião que caiu é visto aos pedaços ao longo da pista de aeroporto na ilha de San Andrés, na Colômbia
"A aeronava que fazia a rota Bogotá-San Andrés aterrissava em meio a uma intensa tormenta quando um raio potente ocasionou seu descontrole na cabeceira da pista 06", disse Barrero. "A habilidade do piloto evitou que o avião colidisse com o aeroporto", disse Barrero.

O piloto do avião, capitão Wilson Gutiérrez, confirmou que, quando faltavam 80 metros para chegar à cabeceira da pista, a aeronave foi atingida por raio. Especialistas ouvidos pelo iG , porém, discordam de que raio tenha causado queda de avião . O aeroporto suspendeu suas operações. Por enquanto, estão suspensas todas as decolagens e chegadas no aeroporto de San Andrés, um dos pontos mais turísticos do Caribe colombiano.

O brasileiro Ramiro Alves Branco Lobo de Almeida , sobrevivente do acidente aéreo que ocorreu nesta segunda-feira na ilha de San Andrés, na Colômbia, disse à BBC ter pensado que o avião explodiria depois que a aeronave se partiu em três pedaços durante o pouso forçado.

"Eu vi na nossa esquerda um clarão e sabia que ali estava pegando fogo.Tudo o que eu pensava era: Esse avião vai explodir e nós estamos dentro dele", afirmou Almeida.

A queda será agora investigada por uma comissão formada por autoridades aeronáuticas civis e a Força Aérea colombiana.

Arte/iG
Avião que vinha de Bogotá caiu durante o pouso na ilha caribenha de San Andrés

*Com AP, EFE e BBC

    Leia tudo sobre: desastres aéreosaviãoacidentecolômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG